Pular para o conteúdo principal

Como se perdeu a fórmula do starlite, material que supostamente resistiria até à bomba nuclear


Cientistas dizem que o mundo poderia ser mais seguro com o starlite

Uma invenção revolucionária que poderia deixar o mundo mais seguro. Assim foi definido o starlite, material resistente ao fogo e altas temperaturas, cuja fórmula é desconhecida.

O material foi criado pelo britânico Maurice Ward, um ex-cabelereiro apaixonado por ciência, que deu os primeiros passos para concepção da invenção em meados dos anos 1980.

Tudo começou após uma tentativa mal sucedida de Ward de produzir capôs de plástico para a empresa Citröen. As peças foram trituradas e depositadas em uma lata de lixo até 1985, quando um avião pegou fogo após a decolagem, em Manchester, na Inglaterra, matando dezenas de pessoas.

O acidente chamou a atenção de Ward, que se propôs a criar um material capaz de resistir a altas temperaturas.

À prova de maçarico
Ward começou a fazer experimentos misturando e fundindo o material que tinha sido descartado como sucata. Testou diferentes fórmulas e foi descartando as que não davam certo.

Assim, obteve um material que, ao ser aquecido com um maçarico, resistiu a uma temperatura de 2.500 °C. E, o que é ainda mais impressionante, se manteve frio ao toque.

Em 1990, a invenção chegou à televisão. No programa da BBC Tomorrow's World, o apresentador Peter McCann colocou um ovo coberto com starlite sob a chama de um maçarico.

O material não emitiu nenhuma fumaça tóxica, e o ovo tampouco cozinhou - ao ser quebrado, estava cru. Isso ocorreu porque o starlite isolou o ovo do calor do fogo.


Starlite se manteve intacto após ser submetido a testes nucleares

Outros testes mais sofisticados e rigorosos confirmaram o potencial da invenção.

O Departamento de Armas Atômicas do Reino Unido revestiu um ovo e o submeteu a uma simulação de radiações nucleares, com uma temperatura equivalente a 10.000 °C. Os resultados foram impressionantes. Enquanto muitos materiais evaporam ao passar de 2.000 °C, o starlite se manteve intacto.

Interesse crescente
Em 1991, uma amostra do material foi submetida a um ataque atômico, em uma área de testes nucleares, no Novo México, nos Estados Unidos. Outro teste, realizado no Reino Unido, mostra que o starlite resistiu a uma força equivalente a 75 bombas de Hiroshima.

Os resultados despertaram o interesse da Nasa, agência espacial americana, e de empresas como a British Aeroespace e Boeing. Mas nenhuma negociação para comercializar a fórmula rendeu frutos.

Relatos da época indicam que Ward impunha condições excessivas para negociar o starlite - o inventor queria, por exemplo, manter 51% da propriedade.

Além disso, exigia que quem quisesse se tornar seu sócio assinasse um acordo se comprometendo a não plagiar a fórmula, nem tentar descobri-la a partir do exame do material e seus componentes.

Desta forma, Ward morreu em 2011 sem ter comercializado ou patenteado sua descoberta.

Na época, ele dizia que, além dele, um membro de sua família conhecia a fórmula do startlite.

Até hoje, a identidade desta pessoa é desconhecida - mas não são poucas as empresas que o procuram.

FONTE: BBC BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…