Pular para o conteúdo principal

O raro fenômeno atmosférico que teria inspirado 'O Grito', um dos quadros mais famosos do mundo


Pensava-se que obra de Munch refletia efeitos de uma erupção (Foto: Carl Court/AFP)

Pesquisadora acredita que inspiração para cores do céu em obra de pintor norueguês Edvard Munch pode ter vindo de um tipo de nuvem formada na estratosfera de regiões polares.

O céu de cores intensas no quadro "O Grito" não é apenas um símbolo da angústia que atormenta o protagonista da famosa obra criada pelo norueguês Edvard Munch em 1892.

Segundo uma nova teoria proposta nesta semana por uma equipe de pesquisadores noruegueses, as linhas amarelas, laranjas e vermelhas são provavelmente a reprodução de um raro tipo de nuvem que aparece de tempos em tempos no norte da Europa.

As nuvens estratosféricas polares teriam gerado um grande impacto em que as tivesse visto pela primeira vez, garantem estes cientistas.

"Hoje em dia, o público tem à disposição muito mais informações científica do que naquela época, e Munch com certeza nunca tinha visto estas nuvens", explica Helene Muri, pesquisadora da Universidade de Oslo, na Noruega, que apresentou o estudo na última edição do congresso anual do Sindicato de Geociência Europeia, em Viena, na Áustria.

Muri vive em Oslo há 25 anos, mas só viu essas nuvens uma única vez. "Como artista, não há dúvidas de que elas poderiam ter deixado Munch impressionado."

Erupção

A incomum imagem do céu no quadro do artista havia sido atribuída anteriormente aos efeitos de uma forte erupção do vulcão Krakatoa, na Indonésia, ocorrida nove anos antes de Munch criar a obra.

Foi uma das maiores erupções registradas da história, e os gases e cinzas que emitiu rodaram o mundo e, na combinação com luz solar, geraram efeitos ópticos ao redor do mundo - e criando fins de tarde de beleza excepcional.


Nuvens estratosféricas polares do tipo 2A geram cores únicas no céu (Foto: Svein M. Fikke)

No entanto, os pesquisadores argumentam que as formas de ondas pintadas por Munch se parecem muito mais com as nuvens estratosféricas polares do tipo 2.

Elas são produzidas em regiões de alto grau de umidade a altitudes de 15 km a 20 km, quando as temperaturas giram em torno de -80ºC e - 85ºC.

A corrente atmosférica sobre as montanhas também contribui para a formação dessas nuvens, porque leva umidade da troposfera para a estratosfera. E essas gotas de umidade se transformam em cristais minúsculos com o frio.

"Essas nuvens são muito finas e melhor observadas antes do amanhecer ou depois do entardecer, quando o Sol está abaixo do horizonte", destaca Muri.

"Essas cores únicas são criadas pela combinação da dispersão, a difração e refração da luz solar através dos pequenos cristais de gelo."

FONTE: G1.COM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…