Pular para o conteúdo principal

Imagem inédita mostra detalhes da bela Nebulosa Carina


NEBULOSA CARINA EM LUZ INFRAVERMELHA (FOTO: ESO)

Em foto que registra uma das maiores nebulosas da Via Láctea, é possível ver muitas estrelas e poeira cósmica

A Nebulosa Carina, uma das maiores e mais brilhantes nebulosas no céu noturno, acaba de ganhar um registro encantador feito pelo telescópio VISTA do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), localizado no Observatório Paranal, no Chile. Utilizando sua luz infravermelha, o equipamento conseguiu se desvencilhar do gás quente e da poeira escura que cobre a nebulosa para mostrar uma miríade de estrelas – desde de recém-nascidas àquelas prestes a explodir como supernova.

A Carina reside na constelação homônima que está localizada a cerca de 7500 anos-luz da Terra. A região espacial é caracterizada por possuir estrelas que se formam e perecem lado a lado, em uma nuvem dinâmica de gás e poeira interestelar.

As estrelas massivas que habitam o interior dela emitem uma intensa radiação que ilumina o gás que circunda a região. Porém, há outras áreas da nebulosa que contêm partes escuras de poeira, ocultando os astros recém-nascidos.

Isso quer dizer que há uma espécie de batalha entre estrelas e poeira na Nebulosa Carina – sendo as vencedoras as estrelas recém-formadas. Elas produzem uma radiação de alta energia e ventos estelares que evaporam e dispersam a poeira estelar.

Essa é uma das maiores regiões de formação estelar da Via Láctea e é facilmente visível a olho nu sob o céu escuro no hemisfério sul, uma vez que está 60 graus abaixo do equador celeste.

Dentro da intrigante nebulosa, Eta Carinae ganha o destaque como o sistema estelar mais peculiar: considerado o sistema estelar mais energético da região, ele já foi tido como um dos mais brilhantes do céu nos anos 1830. Desde então, está se apagando dramaticamente e chegando ao fim de sua vida, mas continua sendo um dos sistemas estelares mais massivos e luminosos da Via Láctea.


VISÃO MAIS AMPLA DA NEBULOSA CARINA (FOTO: ESO)

Na imagem, a Eta Carinae é a parte da luz brilhante logo acima da ponta da forma em “V” feita pelas nuvens de poeira. À direita de Eta Carinae está a pequena Nebulosa Keyhole, uma nuvem pequena e densa de moléculas frias e gás dentro da Nebulosa Carina que abriga várias estrelas massivas, e cuja aparência também mudou de forma drástica nos últimos séculos.

O registro só foi possível porque o telescópio VISTA possui uma visão infravermelha capaz de revelar as aglomerações de estrelas jovens escondidas por debaixo da poeira estelar.


IMAGEM DIGITALIZADA DO CÉU DA ETA CATARINAE (FOTO: ESO)



FONTE: REVISTA GALILEU - SpaceToday

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…