Pular para o conteúdo principal

Caso de abdução de três crianças na Argentina permanece inexplicado


Protagonistas. Os irmãos Molero na época, Carlos (7 anos), Andrés (9 anos) e Jorge (8 anos).

Abdução na Argentina mostra indícios de acobertamento governamental

Um dos casos de abdução mais extraordinários da Argentina aconteceu no final de 1997 nas proximidades de Concordia, província de Entre Rios. O caso envolveu o desaparecimento, por três dias, dos três filhos do casal Emilio e Carmen Morelo. Andres, de 9 anos, Jorge de 8, e Carlos de 7 estavam brincando com outras crianças da vizinhança próximo à casa dos irmãos. Sua mãe estava nas proximidades, e conseguiu ouvir quando as crianças começaram subitamente a gritar. Correndo para fora a fim de ver o que se passava, ela observou o que descreveu como uma nave de forma discoidal, dourada e medindo cerca de 25 m de diâmetro. O UFO pairava sobre as crianças e Carmen gritou por seu marido.

Conforme o casal e outros três vizinhos que observaram tudo, um feixe de luz saiu do disco e puxou os três irmãos para seu interior. O casal, aterrorizado, observou a nave se afastar em alta velocidade e desaparecer em um instante. A polícia foi chamada e buscas tiveram início, a imprensa também se viu envolvida, e o pesquisador Armando Azparén, após ver as notícias nos jornais, veio para a localidade para investigar e ajudar. Uma grande operação de busca, envolvendo até mesmo aeronaves de uma base militar próxima, foi realizada, mas por três dias não encontraram qualquer sinal dos garotos. Azparén procurava manter Carmen e Emilio calmos, dizendo que em casos assim os abduzidos normalmente eram devolvidos sem qualquer sequela física.

E isso aconteceu de fato, quatro dias depois, estavam todos na sala do casal Morelo e observaram uma luz muito forte nas proximidades. Saíram e observaram a nave pairando, com os três meninos sendo devolvidos no mesmo raio de luz. A seguir o casal telefonou para as autoridades avisando do retorno deles. Os garotos foram levados ao médico no dia seguinte, que descobriu marcas do que pareciam agulhas nas costas deles. Andres, Jorge e Carlos afirmaram terem sido recepcionados por uma entidade que se apresentou como Lalar, que eles consideraram ser Deus por vestir roupas douradas e aparentemente brilhar, exibindo longos cabelos prateados, cabeça e olhos grandes. Os meninos disseram que o alienígena era sempre muito gentil com eles, assim como seus semelhantes que eram parecidos com ele mas não brilhavam. Disseram que quando sentiram fome receberam um tipo de pão branco muito saboroso, que os fazia sentir muito bem.


Desenho mostrando como teria ocorrido o rapto.

CASO PERMANECE SEM SOLUÇÃO

Os meninos disseram que a nave era muito espaçosa, cheia de luzes que piscavam, e que o alienígena lhes mostrou a Lua e os planetas. Eles perderam a noção de tempo a bordo do UFO, e não sabiam dizer se era dia ou noite. Ainda afirmaram que Lalar, antes de levá-los de volta para casa, esfregou um bastão branco em suas faces e espetou suas costas com agulhas, mas sem que eles sentissem dor. O investigador especial do Departamento de Polícia de Concordia, Rodrigo Ortiz, afirma que adultos e adolescentes podem mentir, mas que não acreditava que os três garotos pudessem inventar essa história, e que para ele de fato eles viajaram por três dias a bordo de uma nave alienígena. As autoridades aeronáuticas, na época, prometeram investigar o caso e tornar público um detalhado relatório, o que jamais aconteceu. Em 2010 pesquisadores tentaram reabrir o caso, mas não conseguiram encontrar ninguém da família Morelo, que havia se mudado para um local ignorado. Alguns suspeitam que as autoridades alteraram suas identidades a fim de evitar maiores questionamentos.

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…