Pular para o conteúdo principal

Winston Churchill ordenou uma investigação sobre os UFOs


O primeiro ministro Winston Churchill era profundamente interessado na questão ufológica

Primeiro ministro britânico ainda teria determinado o acobertamento de um caso envolvendo um avião de reconhecimento na Segunda Guerra Mundial

O envolvimento do primeiro ministro britânico Winston Churchill, que comandou o governo do Reino Unido entre 1940 e 1945, e novamente de 1951 a 1955, tem sido objeto de muita especulação no meio ufológico. Em recente reportagem, o veículo Daily Star aponta que Churchill manifestou grande preocupação quando, em 1952, chegaram ao conhecimento público vários casos impactantes de avistamentos ufológicos, incluindo o famoso incidente em Washington. Esta ocorrência foi muito significativa por envolver objetos desconhecidos passando sobre a Casa Branca, além do envio de caças interceptadores e detecção por radar.

Winston Churchill determinou então a seu secretário do ar, Lord Cherwell, que uma investigação fosse realizada. No memorando enviado, o primeiro ministro escreveu: "O que é isso sobre os discos voadores? O que significa? Qual é a verdade? Prepare um relatório quando for conveniente". Cherwell, amigo próximo e confidente de Churchill, formou um Grupo de Trabalho para investigar a questão. A conclusão foi de que eram mais prováveis explicações convencionais, como aeronaves comuns, balões, pássaros ou outros fenômenos naturais, ilusões de ótica, farsas ou ilusões. Entretando, o Grupo de Trabalho alertou que era impossível colocar de lado a possibilidade de os UFOs serem "veículos de origem extraterrestre, desenvolvidos por seres desconhecidos para nõs e com conhecimentos mais avançados do que qualquer coisa que já tenhamos imaginado", nas palavras do relatório.

Os pesquisadores David Clarke e Andy Roberts, em artigo para a UFO Magazine em 2003, analisaram os relatórios da Real Força Aérea (RAF) descrevendo os avistamentos de objetos desconhecidos na Segunda Guerra Mundial. Os Aliados atribuíram tais intrusos, apelidados de foo-fighters, a armas secretas da Alemanha nazista, porém os alemães tiveram encontros semelhantes, e igualmente os consideravam um segredo tecnológico de seus inimigos. A matéria do Daily Star ainda aponta que o primeiro ministro, ainda durante a guerra, teria ordenado sigilo quanto ao avistamento da tripulação de uma aeronave de reconhecimento. Em 1999 o neto de um oficial da RAF que teria sido guarda-costas de Churchill requisitou ao Ministério da Defesa britânico (MoD), documentos a respeito desse incidente. Alegadamente, o órgão teria destruído toda documentação a respeito produzida antes de 1967, mas há quem afirme que os registros ainda existem.

TEMOR DE PÂNICO EM MASSA

O memorando de Winston Churchill pedindo uma investigação a respeito dos UFOs

O caso descrito pelo falecido guarda-costas aconteceu após uma missão sobre a Europa ocupada durante a guerra. No voo de retorno, a tripulação teria obtido fotos de um objeto metálico desconhecido sobre a região de Cumbria, e Winston Churchill, após tomar conhecimento do fato, ordenou que toda informação a respeito fosse classificada e mantida em sigilo por ao menos 50 anos, e sua liberação deveria ocorrer somente após uma revisão e aprovação de quem estivesse no cargo de primeiro ministro. De acordo com o relato do guarda-costas Churchill, que era cristão, temia as implicações sociais das informações, que poderia desestabilizar a fé de boa parte da população. O primeiro ministro teria afirmado: "Este evento deve ser imediatamente classificado, pois pode criar pânico em massa na população em gerala, e destruir a fé na Igreja. O MoD recentemente encerrou o setor de investigação ufológica e liberou milhares de páginas de documentos, sob a acusação de que material realmente significativo ainda é mantido em segredo. Rumores dão conta de que neste ano haverá mais uma liberação de informações.

A resposta do Grupo de Trabalho ao primeiro ministro

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…