Pular para o conteúdo principal

Documento britânico afirma ser indiscutível que UFOs existam


Sede do Ministério da Defesa (MoD); interesse na aplicação prática de informações sobre os UFOs

Ministério da Defesa manteve a informação oculta até mesmo do Parlamento, buscando meios de utilização prática do Fenômeno UFO

Um estudo realizado pelo Ministério da Defesa Britânico (MoD) chegou à conclusão de que é indiscutível a existência de objetos voadores não identificados e que estes exibem características como pairar, pousar, decolar e acelerar a altíssimas velocidades. O documento também aponta que eles podem alterar subitamente a direção em que viajam e desaparecer de repente. O MoD se refere a esses objetos como Fenômeno Aéreo Não Identificado (UAP em inglês), a fim de evitar a ligação com a teoria de que sejam extraterrestres.

O Projeto Condign foi um grande estudo sobre os UFOs realizado no âmbito da Inteligência da Defesa em 1996, e que permaneceu não publicado até o ano 2000. Por vários anos grupos de ufólogos batalharam na Justiça utilizando a Lei de Liberdade de Informações, até que o documento foi tornado público. A posição oficial do Ministério da Defesa sempre foi que os UAPs não representavam qualquer ameaça contra a segurança nacional da Grã-Bretanha, e que se houvesse a possibilidade de identificar uma tecnologia por trás deles, poderia ser alvo de engenharia reversa para fins militares. O documento foi enviado aos Arquivos Nacionais, porém seu autor nunca foi identificado.

O documento afirma textualmente: "A existência dos UAPs é indiscutível. Eles possuem as habilidades de pairar, aterrissar, decolar, acelerar a excepcionais velocidades e desaparecer, alterar sua direção de voo subitamente, e exibem claramente características aerodinâmicas muito além das de qualquer aeronave ou míssil conhecidos, tripulados ou não". Porém o texto evita falar em alienígenas, apontando que não há evidências de que o fenômeno seja hostil ou esteja sob algum tipo de controle, exceto o das forças da natureza. O documento diz: "Não há evidência de que qualquer UAP dentro do território do Reino Unido seja incursões de objetos aéreos de alguma inteligência, seja alienígena ou estrangeira, ou que represente qualquer intenção hostil". O documento conclui que a maioria dos avistamentos são resultado de má interpretação de fenômenos naturais.


Imagem do documento do Projeto Condign

MINISTÉRIO DA DEFESA MANTEVE A VERDADE OCULTA ATÉ MESMO DO PARLAMENTO

O informe aponta que muitos UAPs eram veículos terrestres com características pouco familiares, fenômenos naturais enganosos ou mesmo fenômenos naturais raros. Muitos avistamentos são atribuídos a plasmas formados pela passagem de meteoros, formações de plasma que causam efeitos físicos que podem aparecer como objetos triangulares, e podem ainda causar efeitos em veículos, afetando motores e rádios. Nick Pope, que comandou o Projeto UFO do MoD nos anos 90, afirma que o mais significativo no documento do Projeto Condign, que foi liberado há dez anos, contrariava a posição oficial de que os UFOs não eram um assunto de interesse. "O Projeto Condign era um estudo de Inteligência altamente classificado sobre o Fenômeno UFO, que recomendava a investigação sobre aspectos do mistério que poderiam resultar em novas aplicações militares. Então é claro que o Parlamento foi enganado a respeito", completa Nick Pope.


Nick Pope

Baixe um documento sobre o Projeto Condign

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Sintomas bizarros de “ataque sônico” estariam se espalhando por diplomatas americanos pelo mundo

Por: Rhett Jones

Por mais de um ano e meio, diplomatas norte-americanos sofreram de doenças parecidas, que incluíam danos cerebrais leves e perda de audição, depois de terem alegado ouvir sons incomuns. Os incidentes começaram em Cuba, mas os relatos agora se espalharam para outros países. À medida que as autoridades ampliaram os esforços para tratar os casos potenciais, quase 200 pessoas teriam se apresentado para serem examinadas.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos teve pouco a dizer sobre os incidentes que começaram em Havana, no fim de 2016, e o vácuo de informações abriu as portas para teorias da conspiração e outras alegações não checadas. Por ora, ninguém pode dizer com certeza o que está acontecendo nesses casos, mas parece que diplomatas norte-americanos estão sendo alvos de algum tipo de ataque que tem deixado os especialistas perplexos. No começo, os oficiais acreditavam que algum “dispositivo sônico” desconhecido estivesse sendo usado contra as vítimas, mas outra…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…