Pular para o conteúdo principal

Como partículas invisíveis puderam ser vistas pela primeira vez


As ondas de luz (traços amarelos) entram e saem do nanodisco (azul) virtualmente inalteradas porque o nanodisco opera como um anapolo. [Imagem: A*STAR Data Storage Institute]

Vendo o invisível

Um novo efeito óptico formado por padrões de radiação que não emitem e nem dispersam a luz foi observado pela primeira vez em nanodiscos de silício por um grupo de pesquisadores do Instituto A*STAR, de Cingapura.

Estes modos, que só recentemente foram previstos teoricamente e que, portanto, nunca haviam sido observados em comprimentos de onda visíveis, poderão ser explorados para a construção de lasers minúsculos, não muito maiores do que vírus.

Esses nanolasers têm grande potencial na medicina e na construção de futuros "processadores de luz".

Além dos princípios

Um princípio fundamental do eletromagnetismo é que uma carga elétrica em aceleração irá emitir luz, perdendo energia no processo.

Contudo, a possibilidade de se criar configurações especiais de corrente elétrica que não emitem radiação eletromagnética tem intrigado os físicos há décadas. Essas configurações podem servir como possíveis modelos de átomos estáveis, que não emitem radiação, apesar de possuírem elétrons.

Um exemplo de fonte não-radiante que vem chamando muito a atenção é o chamado anapolo - do grego "sem pólos". Um anapolo é uma distribuição de cargas e correntes que não irradia e nem interage com campos eletromagnéticos externos. Partículas elementares que apresentam modos anapolo têm sido propostas até mesmo como uma potencial fonte da misteriosa matéria escura.

Modo anapolo


Um anapolo reúne dois aspectos da polarização que gera uma ausência de polos. [Imagem: Andrey Miroshnichenko et al. - 10.1038/ncomms9069]

Um modo anapolo é uma combinação de dois momentos de dipolo: o momento de dipolo elétrico e um momento toroidal. Os cálculos já indicavam que, a grandes distâncias da nanopartícula, esses dois campos de radiação se anulariam mutuamente, tornando a nanopartícula invisível.

Agora, Andrey Miroshnichenko e seus colegas demonstraram experimentalmente a existência de modos de radiação anapolo. Especificamente, eles criaram anapolos em nanodiscos de silício em comprimentos de onda visíveis, levando ao intrigante resultado de tornar visível algo que seria, por definição, invisível.

"Aplicações deste fenômeno óptico ainda terão que ser determinadas. No momento, acreditamos que ele poderia ser útil para o projeto de novos nanolasers," disse o professor Yefeng Yu, coordenador do trabalho.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…