Pular para o conteúdo principal

Os Clintons e os ufos, atualizado: Depois de 21 anos, os Clintons voltam à atenção da Ufologia Mundial


O casal Hillary e Bill Clinton, desde os anos 90 envolvidos com a questão ufológica.

Iniciativa Rockefeller, de 1993 a 1996, tentou obter de Bill Clinton a liberação de todos os documentos ufológicos; neste ano Hillary Clinton afirmou que, caso eleita, irá a fundo na questão dos UFOs

Entre 1993 e 1996, o bilionário e filantropo Laurence Rochefeller (26/05/1910-11/07/2004) realizou esforços no sentido de obter, do governo norte-americano, a liberação de todos os documentos relacionados a UFOs e vida extraterrestre. Chamada de Iniciativa Rockefeller, a tentativa não foi bem sucedida, apesar do clima aparentemente favorável em que foi recebida pela Casa Branca. Eram os anos do governo Bill Clinton, de 1993 a 2001. A família Rockefeller era considerada uma das mais importantes da história dos Estados Unidos, tendo feito fortuna nos ramos de petróleo e bancário.

Em agosto de 1995, Rockefeller recebeu os Clintons em seu rancho, em Jackson Hole, Wyoming, e lhes apresentou um sumário de informações sobre UFOs, e o que ele gostaria que o então presidente fizesse a respeito. Hillary ainda foi fotografada em conversa com o bilionário durante uma caminhada, carregando um livro que foi identificado como Are We Alone: Philosophical Implications of the Discovery of Extra-terrestrial Life (Estamos Sozinhos: Implicações Filosóficas da Descoberta de Vida Extraterrestre), de autoria do físico inglês Paul Davies, frequente presença em programas e documentários a respeito da busca científica por vida alienígena.

O pesquisador Grant Cameron, acionando a Lei de Liberdade de Informações norte-americana, conseguiu obter documentos, entregues ao grupo Paradigm Researcher Group, de stephen Bassett, revelam como Bill e Hillary estiveram diretamente envolvidos com a Iniciativa. Também mencionado nos documentos estava John "Jack" Gibbons, diretor do Escritório da Casa Branca para Políticas de Ciência e Tecnologia. Há notícias até mesmo de um alerta, enviado a Gibbons, de que Rockefeller ameaçava publicar uma carta aberta, nos principais jornais dos Estados Unidos, relatando sua iniciativa e o contato que tiveram caso Clinton não liberasse documentação ufológica. Bill Clinton, durante seu governo, publicou milhões de arquivos militares e da Inteligência, mas não sobre UFOs. Em diversas entrevistas, inclusive recentes, o ex-presidente confirma seu interesse na questão ufológica e sua frustração por não ter obtido as respostas que pretendia.

HILLARY CLINTON ATIVAMENTE ENVOLVIDA EM INICIATIVA DE LIBERDADE DE INFORMAÇÕES NOS ANOS 90


Hillary Clinton com Rockefeller, no rancho deste último em 1995

Os documentos também revelam que a Iniciativa Rockefeller foi deixada de lado em 1996 durante a campanha para reeleição de Bill Clinton. E dois dos documentos comprovam que Hillary teve ativa participação na eloraboração de uma longa carta, que tinha o objetivo final de obter do governo a liberação total de documentos ufológicos. Esboços do documento eram enviados da equipe de Rockefeller para o presidente ou seus assessores, e de volta para o bilionário, e a então primeira-dama teve ativa participação nas negociações. Sabe-se que hillary teve ao menos algumas discussões com Rockefeller antes que o primeiro esboço fosse enviado a seu marido. Doze semanas após a estadia do casal presidencial no rancho do bilionário, John Gibbons recebeu uma carta conforme aparece nas imagens abaixo. O papel continha um esboço da carta discutida com Bill Clinton, e um relatório com a melhor evidência então disponível sobre UFOs.


Detalhe da foto acima, mostrando o livro Are We Alone de Paul Davies levado por Hillary Clinton

Em outra carta, de fevereiro de 1996, Rockefeller dizia a Gibbons que a carta oficial e o relatório ainda estavam sendo elaborados, e seriam enviados no final daquele ano. Gibbons teria indicado que manteria o escritório da primeira-dama informado sobre tudo, porém a carta oficial nunca foi enviada, e se desconhecem até hoje as razões de a Iniciativa Rockefeller ter falhado. O bilionário apontava indícios de que várias agências do governo norte-americano possuíam informações sobre UFOs e vida alienígena, que de acordo com ele era mantida de forma desnecessária em segredo do público, por razões de segurança nacional. Rockefeller defendia ainda que sem a iniciativa pessoal do presidente nenhuma informação seria revelada, e que a abertura deveria ser coordenada com os militares, a NASA e a CIA, e que qualquer oficial que revelasse tais informações deveria ser anistiado. Com as recentes declarações de Hillary Clinton, atualmente a favorida para ser candidata do Partido Democrata à presidência, e o principal nome de sua campanha, John Podesta, a favor da liberdade de informações ufológicas, a Ufologia Mundial aguarda os próximos passos dessa já longa história.

http://www.paradigmresearchgroup.org/


FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…