Pular para o conteúdo principal

Nova nave da NASA relembra tempos da Apolo


O voo inaugural da nave Órion teve um sabor de revival, de retorno aos "bons tempos". [Imagem: NASA]

Bons tempos espaciais

A NASA afirmou ter dado um passo rumo à exploração de Marte ao colocar em órbita pela primeira vez sua cápsula Órion, uma versão modernizada das naves da missão Apolo.

A nave em formato de cone tem 3,3 metros de altura e 5 metros de diâmetro, e pode acomodar até seis astronautas por 21 dias.

Ao contrário dos ônibus espaciais, da nave não-tripulada X-37B e mesmo de uma futura versão da nave experimental europeia IXV, que pousam em aeroportos, a Órion reviveu as imagens históricas dos anos 1960 com seus pára-quedas gigantescos levando-a a um desajeitado mergulho no Oceano Pacífico.

"Nós tivemos algumas pessoas da Apolo que nos ajudaram," confessou Jeff Angermeier, gerente de recuperação da missão. "Nós pedimos sua orientação sobre como eles fizeram as coisas durante a [missão] Apolo, e um cavalheiro esteve conosco nos treinamentos e acredito que ele esteja também no navio com a gente neste momento.

"
Da mesma forma que a SpaceX, a Orion utiliza um painel de instrumentos simplificado, mas ainda assim conservador, com um bom número de botões e sem touchscreen.

Um dos principais objetivos do voo inaugural era testar o escudo térmico da nave, igualmente uma versão adaptada do mesmo material que protegeu as naves Apolo. Durante a reentrada, a nave que retorna de uma missão mais distante aproxima-se da atmosfera a velocidades acima de 32.000 km/h, o que gera temperaturas de 2.200º C na superfície externa do escudo de proteção.

Radiação e foguete

Durante o teste não tripulado, a nave atingiu uma órbita de 5.800 km de altitude, a mais elevada desde as missões à Lua e 15 vezes mais distante da Terra do que a Estação Espacial Internacional.

Isto permitiu que a nave cruzasse duas vezes os cinturões de Van Allen e o recém-descoberto "escudo invisível" contra radiação cósmica, para efetuar testes do sistema de proteção à radiação da Órion.



A nave foi impulsionada por um foguete Delta IV, que também poderá carregá-la durante os primeiros testes tripulados. Mas as missões futuras, ao redor da Lua, em busca de asteroides e mesmo rumo a Marte, deverão ser impulsionadas pelo SLS (Space Launch System), que a NASA está construindo e planeja testar em 2018 - enquanto o Delta IV produz 900.000 kg de empuxo, o SLS deverá produzir 3.800.000 kg.



Ainda sem garantias do que será feito a seguir, contudo, o administrador da NASA, o ex-astronauta Charles Bolden, foi evasivo: "Eu não quero que as pessoas fiquem focadas no destino. Isto é uma jornada."

Uma jornada longa também por terra: depois de recuperada por um navio no Oceano Pacífico, a nave Órion foi levada até um porto em San Diego e, de lá, está atravessando o país de caminhão, até a Flórida, de volta às oficinas - a NASA prevê que ela chegue antes do Natal.



FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…