Pular para o conteúdo principal

Se um exoplaneta tiver vida, que cor ele terá?


As simulações mostram as bioassinaturas da Terra ao longo de bilhões de anos.
[Imagem: Wendy Kenigsberg/Cornell]

A cor da vida

Usando a paleta de cores da natureza da Terra ao longo de sua história, astrônomos criaram um roteiro para localizar bioassinaturas e ajudar a entender onde os exoplanetas podem estar ao longo de seu próprio espectro evolutivo.

"Em nossa busca para entender os exoplanetas, estamos usando a Terra primordial e seus marcos biológicos na história como uma pedra de Roseta. Os cientistas podem observar bioassinaturas superficiais além da vegetação em exoplanetas semelhantes à Terra usando nosso próprio planeta como a chave para o que estão procurando," disse Jack O'Malley-James, que simulou a aparência da Terra ao longo de sua história juntamente com Lisa Kaltenegger, ambos do Instituto Carl Sagan, da Universidade de Cornell, nos EUA.

No último meio bilhão de anos - cerca de 10% da vida do nosso planeta - a clorofila, presente em muitas formas de vida vegetal, como folhas e líquens, tem sido o componente-chave na bioassinatura da Terra.

Mas outras floras, como as cianobactérias e as algas, são muito mais antigas do que a vegetação terrestre atual. E suas estruturas contendo clorofila deixam seus próprios sinais indicadores, diferentes do verde ao qual estamos tão acostumados.

"Os astrônomos já se concentraram apenas na vegetação antes, mas com uma paleta de cores melhor, os pesquisadores podem agora olhar para além de meio bilhão de anos, e até 2,5 bilhões de anos na história da Terra, para comparar com períodos semelhantes nos exoplanetas," disse Kaltenegger. "Se um alienígena tivesse usado cores para observar se a nossa Terra tinha vida, esse alienígena veria cores muito diferentes ao longo da história do nosso planeta - retrocedendo a bilhões de anos - quando diferentes formas de vida dominavam a superfície da Terra."

Cores de planetas

Os dois pesquisadores modelaram as cores de exoplanetas semelhantes à Terra com diferentes organismos vivos na superfície que porventura sejam baseados em algo como a clorofila.

Os líquens (uma parceria simbiótica de fungos e algas) podem ter colonizado as partes secas da Terra há cerca de 1,2 bilhão de anos e teriam pintado a Terra em um verde acinzentado. Essa cobertura teria gerado uma assinatura vermelha fotossintética "não-vegetativa", dizem os pesquisadores, que seria parte do espectro que ajuda a evitar que os planetas sejam queimados por sua estrela.

"Quando descobrimos um exoplaneta, esta pesquisa nos dá uma gama muito mais ampla para olhar para trás no tempo," disse Kaltenegger. "Estendemos o tempo em que podemos encontrar biota de superfície de 500 milhões de anos (vegetação terrestre disseminada) para cerca de 1 bilhão de anos atrás com líquens e até 2 ou 3 bilhões de anos com cianobactérias."

Isso, é claro, se esses exoplanetas tiverem sido colonizados por formas de vida como a conhecemos. Mas a discussão sobre uma biologia universal ou vidas como não conhecemos, incluindo tipos de vidas exóticas, como uma vida à base de silício, é tão vasta quanto as possibilidades abertas pela vastidão do Universo.

Bibliografia:

Artigo: Expanding the Timeline for Earth's Photosynthetic Red Edge Biosignature
Autores: Jack T. O'Malley-James, Lisa Kaltenegger
Revista: Astrophysical Journal Letters
DOI: 10.3847/2041-8213/ab2769

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…