Pular para o conteúdo principal

Temperatura de buraco negro "sônico" confirma teoria de Hawking


(FOTO: INTERESTELAR / REPRODUÇÃO / PARAMOUNT PICTURES)

Dados obtidos podem comprovar teoria do astrofísico britânico: o "buraco negro" foi reproduzido em laboratório

Pela primeira vez, cientistas afirmam ter detectado a temperatura de um buraco negro "sônico" — que captura o som, e não a luz. O fenômeno foi produzido em laboratório e, se os resultados se mantiverem, a descoberta comprovará a previsão de Stephen Hawking de que buracos negros não são totalmente escuros.

Em vez disso, um fluxo relativamente pequeno de partículas vaza da margem de cada buraco negro a uma temperatura que depende do tamanho do evento. Essa radiação é chamada de "Hawking" e é fraca demais para ser observada em fenômenos verdadeiros, mas podem ser detectadas em reproduções laboratoriais.

"É um marco muito importante", disse em comunicado o físico Ulf Leonhardt, do Instituto Weizmann de Ciência, em Rehovot, Israel, que não esteve envolvido no estudo. “Isso é novo em todo o campo de conhecimento. Ninguém fez esse experimento antes."

A radiação Hawking vem de pares de partículas quânticas que aparecem constantemente em todo lugar, mesmo no espaço vazio, e normalmente aniquilam imediatamente umas às outras. Contudo, na borda de um buraco negro, se uma partícula é sugada, a outra pode escapar — o que resulta justamente na radiação Hawking.


STEPHEN HAWKING (FOTO: FLICKR/NASA)

Em um buraco negro sônico, uma situação semelhante ocorre: pares de ondas sonoras conhecidas como fônons podem aparecer, com um sendo sugado e o outro escapando. Isso foi o que ocorreu nos experimentos, o que permitiu aos pesquisadores estimar a temperatura em 0,35 bilionésimo de um kelvin. "Encontramos muito boa concordância com as previsões da teoria de Hawking", escreveu o físico Jeff Steinhauer, membro da pesquisa.

O resultado também corrobora a previsão de Hawking de que a radiação seria térmica, o que significa que as energias das partículas teriam uma distribuição como a do brilho emitido por um objeto quente, como a luz avermelhada de um fogão elétrico quente. Depois que o físico propôs sua teoria, esta predição da propriedade térmica da radiação levou a um enigma conhecido como o paradoxo da informação do buraco negro.

De acordo com a mecânica quântica, a informação nunca pode ser destruída. Entretanto, as partículas que escapam dos buracos negros lentamente sugam a massa do gigante e, durante um longo período de tempo, o fenômeno se reduz a nada. Isso significa que as informações engolidas pelo evento não estariam mais contidas nele. E se a radiação de Hawking é térmica, a informação não poderia ter sido levada pelas partículas que escaparam. Tal hipótese sugere que a informação pode ser perdida quando um buraco negro desaparece — uma violação da mecânica quântica. Entretanto, os pesquisadores afirmam que precisam de maiores informações para estudar essa possibilidade com maior precisão.

FONTE: REVISTA GALILEU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…