Pular para o conteúdo principal

Solucionado paradoxo da luz: Das tecnologias fotônicas à aceleração do Universo


Ao atravessar um material isolante, a luz induz uma onda nos átomos do material, e essa onda carrega uma parte do momento da luz. [Imagem: Aalto University]

Onda de choque da luz na matéria

Cientistas da Finlândia desvendaram um paradoxo centenário sobre a transferência de força que ocorre quando a luz atinge a matéria - se você pesquisar nos livros de física, encontrará dois valores diferentes para o momento da luz conforme ela atravessa um meio transparente.

Tipicamente esses valores diferem por um fator de 10, e essa discrepância é conhecida como o paradoxo do momento da luz, ou debate Abraham-Minkowski, que trata de diferentes maneiras de formular o momento linear de um pulso eletromagnético conforme ele atravessa um material. Em 1908, Hermann Minkowski (1864-1909) calculou que o momento de um pulso de luz seria proporcional ao índice de refração; em 1909, Max Abraham (1875-1922) calculou que o mesmo momento seria inversamente proporcional ao índice de refração, o que iniciou um debate secular sobre o tema porque os dois cálculos produzem resultados diferentes.

Agora, Mikko Partanen e seus colegas da Universidade Aalto descobriram que a diferença entre os valores do momento segundo os dois cálculos deriva do fato de que ambos negligenciam o momento dos átomos no material que a luz percorre, átomos estes que se deslocam com o pulso de luz, carregando uma parte do momento.

Eles demonstraram que, em um meio transparente, cada fóton é acompanhado por uma onda de densidade de massa atômica - em outras palavras, o fóton gera uma onda na matéria. A força óptica do fóton coloca os átomos do material em movimento e os faz transportar 92% do momento total da luz, no caso do silício.

Paradoxo do momento da luz

Para resolver o paradoxo do momento da luz, Partanen e seus colegas provaram que a Teoria da Relatividade Especial exige uma densidade atômica extra que viaja com o fóton. Enquanto isso, nas simulações baseadas na física clássica, eles utilizaram o campo de força óptica e a segunda lei de Newton para mostrar que uma onda de densidade de massa atômica crescente se propaga através do meio juntamente com o pulso de luz.

A transferência de massa leva à divisão do momento total da luz em dois componentes. A parcela do campo eletromagnético do momento é igual ao momento de Abraham, enquanto o momento total, que inclui também o momento dos átomos impulsionados pela força óptica, é igual ao momento de Minkowski.

"Como o nosso trabalho é teórico e computacional, ele ainda deve ser verificado experimentalmente antes de se tornar o modelo padrão da luz em um meio transparente. Medir o impulso total de um pulso de luz não é suficiente, também é necessário medir a massa atômica transferida. Isso deve ser viável usando técnicas interferométricas e microscópicas atualmente disponíveis e materiais fotônicos comuns," considerou Partanen.


Os cálculos, que agora precisam ser validados experimentalmente, foram feitos levando em conta tanto a física newtoniana quanto a relatividade. [Imagem: Mikko Partanen et al. - 10.1103/PhysRevA.95.063850]

Da fotomecânica à aceleração do Universo

Se for validado, o trabalho deverá ter impactos teóricos e práticos muito além da mera atualização dos livros de física.

A equipe afirmou que já está trabalhando em possíveis aplicações optomecânicas alimentadas pela onda de choque óptica nos átomos.

Além disso, a teoria não se aplica apenas a líquidos e sólidos transparentes, mas também ao gás interestelar, com sua densidade muito baixa. Segundo Partanen, usando um cálculo cinemático simples é possível demonstrar que a perda de energia causada pelo efeito de transferência de massa no gás interstelar torna-se proporcional à energia do fóton e à distância percorrida pela luz.

"Isso requer novas simulações com parâmetros realistas para a densidade do gás interestelar, as propriedades do plasma e a temperatura. Atualmente, a lei de Hubble é explicada pelo efeito Doppler se tornando maior a partir de estrelas mais distantes. Isso efetivamente dá suporte à hipótese da expansão do Universo. Na teoria da luz [que inclui] a massa dos polaritons esta hipótese não é necessária, uma vez que o deslocamento para o vermelho se torna automaticamente proporcional à distância da estrela ao observador," explicou o professor Jukka Tulkki.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…