Pular para o conteúdo principal

Encontradas na saliva pistas de uma espécie "fantasma" de humanos antigos


A história evolutiva de uma proteína salivar pode apontar para cruzamento entre humanos e um enigmático parente antigo

Cientistas encontraram na saliva pistas de que uma espécie “fantasma” de humanos arcaicos pode ter contribuído com material genético para ancestrais de pessoas vivendo hoje na África subsaariana.

A pesquisa se soma a crescentes evidências as quais sugerem que encontros sexuais entre diferentes espécies humanas antigas podem não ter sido incomuns.

Estudos anteriores concluíram que os ancestrais dos humanos modernos da Ásia e da Europa cruzaram com outras espécies primitivas de hominins, incluindo Neandertais e Denisovanos. A nova pesquisa está entre as análises genéticas mais recentes indicando que africanos antigos também tinham encontros com outros hominins primitivos.

“Parece que o cruzamento entre diferentes espécies de hominins primitivos não é a exceção - é a norma”, diz Omer Gokcumen, professor assistente de ciências biológicas na Faculdade de Artes e Ciências da Universidade de Buffalo.

“Nossa pesquisa traçou a evolução de uma importante proteína mucina chamada MUC7, que é encontrada na saliva”, ele diz. “Quando olhamos para a história do gene que codifica a proteína, vemos a assinatura da mistura arcaica nas populações africanas subsaarianas modernas.”

A pesquisa foi publicada hoje, dia 21 de julho, na revista científica Molecular Biology and Evolution. O estudo foi liderado por Gokcumen e Stefan Ruhl, professor de biologia oral na Escola de Odontologia da Universidade de Buffalo.

Uma pista tentadora na saliva

Os cientistas chegaram a suas descobertas enquanto pesquisavam o propósito e as origens da proteína MUC7, que ajuda a dar à saliva sua consistência viscosa e se ligar a micróbios, potencialmente ajudando o corpo a eliminar bactérias causadoras de doenças.

Como parte da pesquisa, a equipe examinou o gene MUC7 em mais de 2500 genomas humanos modernos. A análise rende uma surpresa: um grupo de genomas da África subsaariana possuía uma versão do gene que era extremamente diferente de versões encontradas em outros humanos modernos.

A variante subsaariana era tão distinta que os genes MUC7 de Neandertais e Denisovanos correspondiam mais com aqueles de outros humanos modernos do que os dos subsaarianos.

"Com base em nossa análise, a explicação mais plausível para essa variação extrema é a introgressão arcaica - a introdução de material genético de uma espécie ‘fantasma’ de hominins antigos", diz Gokcumen. "Este parente humano desconhecido pode ser uma espécie que foi descoberta, como uma subespécie de Homo erectus, ou um hominin não descoberto. Chamamos isso de espécie ‘fantasma’ porque não temos os fósseis."

Dada a taxa na qual os genes realizam mutações durante o curso da evolução, a equipe calculou que os antepassados das pessoas as quais carregam a variante subsaariana MUC7 se cruzaram com outras espécies humanas antigas há apenas 150 mil anos, após o caminho evolutivo das duas espécies divergir um do outro há 1,5 a 2 milhões de anos.

Porque a MUC7 é importante

Os cientistas estavam interessados no MUC7 porque mostraram em um estudo anterior que proteína provavelmente evoluiu para um importante propósito em humanos.

Em algumas pessoas, o gene que codifica o MUC7 contém seis cópias de instruções genéticas que fazem o corpo construir partes das proteína correspondente. Em outras pessoas, o gene abriga apenas cinco conjuntos dessas instruções (conhecidas como repetições em tandem).

O novo estudo concluiu, no entanto, que o MUC7 parece influenciar a composição do microbioma oral, a coleções de bactérias na boca. A evidência disso veio de uma análise de amostras biológicas de 130 pessoas, que mostrou que diferentes versões do gene MUC7 estavam fortemente associadas a diferentes composições de microbioma oral.

"Pelo que sabemos do MUC7, faz sentido que pessoas com diferentes versões do gene possam ter diferentes microbiomas orais", diz Ruhl. "A proteína MUC7 é pensada para aumentar a capacidade da saliva para se ligar aos micróbios, uma tarefa importante que pode ajudar a prevenir doenças, eliminando bactérias indesejadas ou outros agentes patogênicos da boca."

Universidade de Buffalo

FONTE: http://www2.uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…