Pular para o conteúdo principal

Encontradas na saliva pistas de uma espécie "fantasma" de humanos antigos


A história evolutiva de uma proteína salivar pode apontar para cruzamento entre humanos e um enigmático parente antigo

Cientistas encontraram na saliva pistas de que uma espécie “fantasma” de humanos arcaicos pode ter contribuído com material genético para ancestrais de pessoas vivendo hoje na África subsaariana.

A pesquisa se soma a crescentes evidências as quais sugerem que encontros sexuais entre diferentes espécies humanas antigas podem não ter sido incomuns.

Estudos anteriores concluíram que os ancestrais dos humanos modernos da Ásia e da Europa cruzaram com outras espécies primitivas de hominins, incluindo Neandertais e Denisovanos. A nova pesquisa está entre as análises genéticas mais recentes indicando que africanos antigos também tinham encontros com outros hominins primitivos.

“Parece que o cruzamento entre diferentes espécies de hominins primitivos não é a exceção - é a norma”, diz Omer Gokcumen, professor assistente de ciências biológicas na Faculdade de Artes e Ciências da Universidade de Buffalo.

“Nossa pesquisa traçou a evolução de uma importante proteína mucina chamada MUC7, que é encontrada na saliva”, ele diz. “Quando olhamos para a história do gene que codifica a proteína, vemos a assinatura da mistura arcaica nas populações africanas subsaarianas modernas.”

A pesquisa foi publicada hoje, dia 21 de julho, na revista científica Molecular Biology and Evolution. O estudo foi liderado por Gokcumen e Stefan Ruhl, professor de biologia oral na Escola de Odontologia da Universidade de Buffalo.

Uma pista tentadora na saliva

Os cientistas chegaram a suas descobertas enquanto pesquisavam o propósito e as origens da proteína MUC7, que ajuda a dar à saliva sua consistência viscosa e se ligar a micróbios, potencialmente ajudando o corpo a eliminar bactérias causadoras de doenças.

Como parte da pesquisa, a equipe examinou o gene MUC7 em mais de 2500 genomas humanos modernos. A análise rende uma surpresa: um grupo de genomas da África subsaariana possuía uma versão do gene que era extremamente diferente de versões encontradas em outros humanos modernos.

A variante subsaariana era tão distinta que os genes MUC7 de Neandertais e Denisovanos correspondiam mais com aqueles de outros humanos modernos do que os dos subsaarianos.

"Com base em nossa análise, a explicação mais plausível para essa variação extrema é a introgressão arcaica - a introdução de material genético de uma espécie ‘fantasma’ de hominins antigos", diz Gokcumen. "Este parente humano desconhecido pode ser uma espécie que foi descoberta, como uma subespécie de Homo erectus, ou um hominin não descoberto. Chamamos isso de espécie ‘fantasma’ porque não temos os fósseis."

Dada a taxa na qual os genes realizam mutações durante o curso da evolução, a equipe calculou que os antepassados das pessoas as quais carregam a variante subsaariana MUC7 se cruzaram com outras espécies humanas antigas há apenas 150 mil anos, após o caminho evolutivo das duas espécies divergir um do outro há 1,5 a 2 milhões de anos.

Porque a MUC7 é importante

Os cientistas estavam interessados no MUC7 porque mostraram em um estudo anterior que proteína provavelmente evoluiu para um importante propósito em humanos.

Em algumas pessoas, o gene que codifica o MUC7 contém seis cópias de instruções genéticas que fazem o corpo construir partes das proteína correspondente. Em outras pessoas, o gene abriga apenas cinco conjuntos dessas instruções (conhecidas como repetições em tandem).

O novo estudo concluiu, no entanto, que o MUC7 parece influenciar a composição do microbioma oral, a coleções de bactérias na boca. A evidência disso veio de uma análise de amostras biológicas de 130 pessoas, que mostrou que diferentes versões do gene MUC7 estavam fortemente associadas a diferentes composições de microbioma oral.

"Pelo que sabemos do MUC7, faz sentido que pessoas com diferentes versões do gene possam ter diferentes microbiomas orais", diz Ruhl. "A proteína MUC7 é pensada para aumentar a capacidade da saliva para se ligar aos micróbios, uma tarefa importante que pode ajudar a prevenir doenças, eliminando bactérias indesejadas ou outros agentes patogênicos da boca."

Universidade de Buffalo

FONTE: http://www2.uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…