Pular para o conteúdo principal

Hacker alega que NASA retoca fotos para ocultar UFOs


Gary McKinnon enfrentou um longo processo para escapar da extradição aos Estados Unidos

O caso de Gary McKinnon chegou a agitar a comunidade ufológica quando, em 2002, ele foi acusado pelo governo dos Estados Unidos de ter realizado a maior invasão de computadores militares de todos os tempos. McKinnon alega que estava procurando informações a respeito de como o governo bloqueia o acesso a tecnologias de energia livre, e também acoberta a existência de UFOs e alienígenas. Entre fevereiro de 2001 e março de 2002 ele usou o computador da casa da tia de sua namorada para invadir computadores da NASA e do Pentágono.

As autoridades norte-americanas afirmam que McKinnon deletou arquivos essenciais de operação de sistemas, derrubando redes militares e paralizando suprimentos de munição para frota do Atlântico da Marinha norte-americana (US Navy). Também deixou mensagens anti americanas, e foi preso em março de 2002. Seguiu-se um longo processo, com o governo dos Estados Unidos pedindo sua extradição a fim de que respondesse por esses crimes, contudo a extradição foi barrada pela Justiça britânica, sob a alegação de que o hacker poderia cometer suicídio caso fosse aprovada. Vale lembrar que em 2008 ele foi diagnisticado com a síndrome de Asperger, uma forma de autismo que pode afetar o comportamento.

Gary McKinnon alega que se interessou pelo acobertamento dos UFOs por parte da NASA quando a antiga contratada da agência, Donna Hare, afirmou que esta retocava fotos antes de sua liberação ao público. Como costuma acontecer em tais casos, aliás, nenhuma prova foi apresentada a respeito, e McKinnon afirma que iniciou suas atividades a partir daí. Ele diz ter encontrado arquivos nos computadores da US Navy com uma lista de "oficiais não terrestres", com nomes e patentes, e uma lista de material a ser transferido entre naves. O hacker alega que em pesquisas posteriores não tornou a encontrar tais arquivos, e afirma acreditar ter descoberto evidências de uma base espacial secreta. Contudo, existem usos passados do termo "oficial não terrestre" pela Marinha, significando meramente que este não é baseado em terra firme.

ALEGAÇÕES IMPRESSIONANTES, PORÉM SEM PROVAS

Quando confrontado com essa informação por um jornalista, Gary McKinnon respondeu: "Depende de como você interpreta". Outra informação que ele alega ter visto surgiu quando invadia 255 computadores no Centro Espacial Johnson da NASA. Afirma que descobriu uma base de dados com listas de fotos retocadas e outras sem retoque, cada uma com 200 megabytes, e diz que iniciou o download de uma delas, que porém foi interrompido quando ainda estava na metade. O hacker alega: "Era o hemisfério de um planeta, que acredito ser a Terra, havia nuvens, e um UFO no clássico formato de charuto". Afirma que a nave possuía domos na fuselagem e não parecia de contrução terrestre, e que tentou fazer uma captura da tela de seu computador, porém o cursor se moveu contra sua vontade e seu acesso foi cortado, perdendo assim a imagem. Assim, como frequentemente acontece em histórias semelhantes, há muitas afirmações sensacionais mas nenhuma evidência concreta.


Gary McKinnon em uma das audiências do processo de extradição

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…