Pular para o conteúdo principal

Espaçonaves pequenas e baratas podem ser a solução da NASA para explorar planetas distantes



Por enquanto, para se estudar a atmosfera de um planeta ou lua distante é preciso desembolsar o valor de uma missão multimilionária. Mas a NASA está se esforçando para tornar a exploração espacial muito mais acessível — usando os baratos e leves CubeSats.

Os CubeSats, espaçonaves de apenas 10x10cm, vêm sendo usados de forma entusiasmada por cientistas, estudantes e pesquisadores que precisam lidar com baixo orçamento nos últimos anos. Até mesmo os CubeSats de alto padrão, com sofisticados sensores e ferramentas de comunicação, geralmente custam apenas alguns milhares de dólares, e eles podem voar com tudo, desde câmeras a experimentos biológicos.

Resumido, pode-se fazer muito com um CubeSat — desde que tudo o que você quer fazer esteja em órbita terrestre baixa. Como os CubeSats não possuem sistemas de propulsão próprio, veículos de lançamento precisam deixá-los entre 160 a 2,000 km acima da Terra. E a partir do momento que eles são soltos, a órbita dos CubeSats começa a decair.

James Esper, um tecnólogo do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA, está tentando mudar isso.

A ideia é bem simples: adicione um módulo de controle de propulsão e altitude para que o CubeSat possa se mover no espaço. Adicione um módulo de blindagem para protegê-lo do calor ao entrar na atmosfera de um planeta. A NASA chama o projeto de CAPE, ou CubeSat Application for Planetary Entry Missions.

Esper e equipe planejam lançar sondas CubeSat de espaçonaves e então enviá-los ao Sistema Solar para estudar atmosferas de alvos como Júpiter, ou Titã, a lua de Saturno. Isso poderia custar apenas alguns milhares de dólares, em vez dos milhões que geralmente são usados para construir e lançar sondas interplanetárias. Pesquisadores poderiam até lançar uma pequena frota de CubeSats na atmosfera de Júpiter para coletar dados de localizações diferentes. A Micro-Reentry Capsule (MIRCA), ou cápsula de micro-reentrada, protegeria os CubeSats da entrada na atmosfera e os sensores deles coletariam e enviariam dados à Terra até o último momento.

Os CubeSats poderiam até mesmo ir além do Sistema Solar, ao usar pequenos painéis solares, ou quem sabe um LightSail. Na verdade, existem muitas possibilidades de propulsão. Um CubeSat interplanetário poderia potencialmente usar um sistema de propulsão de íons, o mesmo usado para transportar a espaçonave Dawn, da NASA, ao planeta Ceres, por exemplo, e diversas companhias já trabalham há alguns anos com outros métodos de pequenas propulsões, seguindo o crescente interesse nos CubeSats.

Até então, Esper não descreveu estes potenciais sistemas de propulsão em detalhes, mas em um recente anúncio, afirmou esperar encontrar parceiros para trabalhar no módulo CAPE, depois que ele e a equipe testarem a MIRCA usando um balão de grande altitude. Eles soltarão o módulo do balão de uma altura de cerca de 30km sobre o Fort Sumner, no Novo México, quebrando a barreira do som enquanto cai sobre o deserto. A queda testará a estabilidade aerodinâmica da MIRCA.

Ano que vem, Esper e sua equipe esperam testar o sistema de reentrada do CubeSat lançando-o da Estação Internacional Espacial. Se tudo der certo, esses pequenos dispositivos podem eventualmente ser a vanguarda para planetas ainda fora do nosso alcance.

FONTE: http://gizmodo.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…