Pular para o conteúdo principal

Avistamento de UFO em base de testes nos anos 50 segue inexplicado


Estação de Testes de Yuma, palco de um avistamento de UFO em 1952

Militares observaram um objeto não identificado durante treinamento; evento não foi descrito em documentação oficial

O Campo de Provas de Yuma (Yuma Proving Ground), situado no sudoeste do estado norte-americano do Arizona, é uma das maiores instalações militares de testes do mundo. Ocupando uma área de 3.387 quilômetros quadrados no noroeste do Deserto de Sonora, tem sido utilizado há décadas para testes de equipamento militar e campo de treinamento de soldados. Em 17 de abril de 1952, aproximadamente âs 15h00, um grupo de 13 militares fazia um treinamento a cerca de 5 km da Estação de Testes de Yuma. Os homens faziam um intervalo para descanso à sombra de árvores.

Eles estavam em um local entre um canal e o Rio Colorado, quando subitamente foram sobrevoados por um objeto circular branco, que rumava para uma linha de montanhas a sudeste dali. O objeto emitia uma trilha de vapor intermitente, e seu tamanho aparente era de meia polegada, ou 1,3 cm, á distância de um braço. O avistamento durou cerca de sete segundos. Todos os homens eram parte da equipe de meteorologia do posto, portanto a convencional explicação de que poderia ser um balão meteorológico não se aplica, visto que conheciam muito bem esse equipamento. Além disso, o avião de espionagem U-2 faria seu primeiro voo somente em 01 de agosto de 1955.

O segundo-tenente Bernard Gudenkauf, uma das testemunhas, afirmou: "Éramos uma equipe de militares atuando em meteorologia, com conhecimento em desenvolvimento desse tipo de equipamento. Eu nunca observei qualquer objeto com o qual pudesse identificar a coisa que vimos". Na época os Estados Unidos e a União Soviética ainda não haviam desenvolvido a tecnologia de mísseis balísticos, porém a Inteligência norte-americana, diante dos relatos de UFOs se acumulando, preocupou-se com a possibilidade de serem os avistamentos testes de mísseis soviéticos desarmados.

TRAJETÓRIA ERRÁTICA

Gudenkauf instruiu seus homens a, caso o UFO aparecesse novamente, ao menos duas leituras com teodolitos deveriam ser tentadas, de duas posições diferentes. No dia seguinte, de fato, o intruso apareceu de novo, e dois soldados, com treinamento em engenharia, tentaram fazer leituras da posição do objeto com teodolitos. contudo, eles não foram bem sucedidos devido à trajetória errática do UFO, que desapareceu além do horizonte 10 segundos depois. Naquele tempo, a Estação de Testes de Yuma se reportava ao Sexto Exército, que por sua vez repassou o relato dos militares à Base Aérea de Wright-Patterson. Porém, com exceção de um relatório escrito por um dos oficiais que foram testemunhas, não existe qualquer documentação a respeito. Especialistas atualmente afirmam que poderia se tratar de um teste de equipamento militar. Porém, o míssil MGR-1 Honest John, primeira arma nuclear superfície a superfície dos EUA, lançada por um caminhão, só seria testado em Yuma em 1958. O mistério do avistamento em 1952, portanto, permanece.



FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…