Pular para o conteúdo principal

Avistamento de UFO em base de testes nos anos 50 segue inexplicado


Estação de Testes de Yuma, palco de um avistamento de UFO em 1952

Militares observaram um objeto não identificado durante treinamento; evento não foi descrito em documentação oficial

O Campo de Provas de Yuma (Yuma Proving Ground), situado no sudoeste do estado norte-americano do Arizona, é uma das maiores instalações militares de testes do mundo. Ocupando uma área de 3.387 quilômetros quadrados no noroeste do Deserto de Sonora, tem sido utilizado há décadas para testes de equipamento militar e campo de treinamento de soldados. Em 17 de abril de 1952, aproximadamente âs 15h00, um grupo de 13 militares fazia um treinamento a cerca de 5 km da Estação de Testes de Yuma. Os homens faziam um intervalo para descanso à sombra de árvores.

Eles estavam em um local entre um canal e o Rio Colorado, quando subitamente foram sobrevoados por um objeto circular branco, que rumava para uma linha de montanhas a sudeste dali. O objeto emitia uma trilha de vapor intermitente, e seu tamanho aparente era de meia polegada, ou 1,3 cm, á distância de um braço. O avistamento durou cerca de sete segundos. Todos os homens eram parte da equipe de meteorologia do posto, portanto a convencional explicação de que poderia ser um balão meteorológico não se aplica, visto que conheciam muito bem esse equipamento. Além disso, o avião de espionagem U-2 faria seu primeiro voo somente em 01 de agosto de 1955.

O segundo-tenente Bernard Gudenkauf, uma das testemunhas, afirmou: "Éramos uma equipe de militares atuando em meteorologia, com conhecimento em desenvolvimento desse tipo de equipamento. Eu nunca observei qualquer objeto com o qual pudesse identificar a coisa que vimos". Na época os Estados Unidos e a União Soviética ainda não haviam desenvolvido a tecnologia de mísseis balísticos, porém a Inteligência norte-americana, diante dos relatos de UFOs se acumulando, preocupou-se com a possibilidade de serem os avistamentos testes de mísseis soviéticos desarmados.

TRAJETÓRIA ERRÁTICA

Gudenkauf instruiu seus homens a, caso o UFO aparecesse novamente, ao menos duas leituras com teodolitos deveriam ser tentadas, de duas posições diferentes. No dia seguinte, de fato, o intruso apareceu de novo, e dois soldados, com treinamento em engenharia, tentaram fazer leituras da posição do objeto com teodolitos. contudo, eles não foram bem sucedidos devido à trajetória errática do UFO, que desapareceu além do horizonte 10 segundos depois. Naquele tempo, a Estação de Testes de Yuma se reportava ao Sexto Exército, que por sua vez repassou o relato dos militares à Base Aérea de Wright-Patterson. Porém, com exceção de um relatório escrito por um dos oficiais que foram testemunhas, não existe qualquer documentação a respeito. Especialistas atualmente afirmam que poderia se tratar de um teste de equipamento militar. Porém, o míssil MGR-1 Honest John, primeira arma nuclear superfície a superfície dos EUA, lançada por um caminhão, só seria testado em Yuma em 1958. O mistério do avistamento em 1952, portanto, permanece.



FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…