Pular para o conteúdo principal

Explosão solar mais intensa em mais de uma década avança na direção da Terra



POR SALVADOR NOGUEIRA

Na quarta-feira (6), satélites detectaram uma explosão solar de alta intensidade que chegou a causar interferência nas comunicações por rádio no lado iluminado da Terra. Foi o maior desses eventos em mais de uma década e gerou uma ejeção de matéria do Sol que agora avança na direção da Terra e deve chegar por aqui na sexta-feira. Mas não há nada com que se preocupar. Me dá um minuto?

Explosões solares não são uma coisa inesperada, se você imaginar que o Sol na verdade é uma imensa bola de gás com um núcleo que equivale a zilhões de bombas de hidrogênio explodindo simultaneamente.

Com sua dinâmica mega-energética, o Sol gera campos magnéticos intensos, e são eles os responsáveis pelo surgimento das manchas solares — regiões mais escuras na superfície do Sol de onde costumam emanar as explosões solares. A coisa acontece quando o campo magnético local acaba superaquecendo aquela região da superfície e acelerando partículas a uma velocidade imensa.

Esse processo gera um disparo de luz de alta energia — raios ultravioleta e raios X — em todas as direções. Quando eles chegam à Terra, oito minutos depois de sair do Sol, são em sua maioria barrados pela atmosfera terrestre. Zero risco para a vida aqui embaixo, mas o choque afeta comunicações por rádio. O GPS pode ficar meio louquinho também.

Só que tem mais. Muitas vezes, essas explosões solares são acompanhadas pelas chamadas ejeções de massa coronal. Como o nome sugere, são literais cusparadas de material da coroa solar. Esse plasma de alta energia viaja Sistema Solar afora como uma onda no mar, cruzando a órbita da Terra alguns dias depois.

Normalmente, nosso planeta não está no caminho dele. Mas, quando está, o encontro pode ser dramático: as partículas de alta energia comprimem o campo magnético da Terra e geram as bonitas auroras boreais e austrais. Para astronautas e satélites em órbita, pode ser um problema sério. E elas têm o poder de afetar nossas redes elétricas em solo. O prejuízo pode ser realmente grande, mas, de novo, não há perigo direto para a vida.

No caso da explosão do dia 6, o pessoal responsável pelo monitoramento do clima espacial já viu que teve ejeção de massa coronal e que ela de fato vem na direção da Terra. Chega aqui na sexta. Mas, pela intensidade observada, fora alguma interferência na operação de satélites e o aumento de incidência de auroras, tudo tranquilo. Estamos bem protegidos aqui, em nosso pálido ponto azul.



FONTE: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…