Pular para o conteúdo principal

Os Emirados Árabes revelaram alguns detalhes do misterioso plano para colonizar Marte



No começo deste ano, os Emirados Árabes Unidos chamaram a atenção do mundo quando o Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum anunciou um plano para estabelecer uma colônia em Marte até 2117. As autoridades não revelaram muito sobre o “Projeto Marte 2117″ – mas nesta terça-feira (9), uma pessoa que está ajudando a liderar o esforço discutiu como jovens árabes vão protagonizar a missão.

“Nos Emirados Árabes Unidos, acreditamos que estamos à beira de uma nova era de exploração”, disse Saeed Al Gergawi, diretor do programa Marte 2117 no Mohammed bin Rashid Space Centre (MBRSC), a uma plateia de entusiastas do espaço e repórteres na conferência Humans to Mars em Washington. “[Existe] uma nova corrida espacial que afeta literalmente todos os humanos no planeta.”


Aspiramos, no próximo século, desenvolver a ciência, a tecnologia e a paixão dos jovens pelo conhecimento. Este projeto é impulsionado por essa visão.

Em um painel com representantes da Agência Espacial Europeia, NASA e outras agências, Al Gergawi explicou as ambições dos Emirados Árabes, incluindo seus planos de colaborar com outras entidades comerciais e nacionais para construir a colônia. Embora ainda não esteja claro como serão esses esforços colaborativos, é provável que a NASA se envolva em algum grau. Em junho de 2016, a agência anunciou que iria colaborar com os Emirados Árabes em esforços espaciais, destacando especificamente os interesses mútuos em Marte.

“Os Emirados Árabes Unidos e os Estados Unidos da América são aliados há muito tempo e possuem fortes laços econômicos, culturais e diplomáticos”, disse na época o Dr. Khalifa Al Romaithi, presidente da Agência Espacial dos Emirados Árabes. “Nós, da Agência Espacial dos Emirados Árabes, agradecemos genuinamente a oportunidade de colaborar e trabalhar com os EUA e a NASA nos campos da aeronáutica, ciência espacial e exploração pacífica do espaço em direção ao objetivo comum de estimular o bem estar da humanidade.”

De acordo com os primeiros esboços, a colônia dos Emirados Árabes envolverá uma infraestrutura bem avançada, embora modelos mais formais ainda não tenham sido revelados publicamente. Como Al Gergawi enfatizou na conferência, um grande foco do programa Marte 2117 neste momento é animar os jovens do Oriente Médio com a ciência e a exploração interplanetária, como uma forma de “estimular a região”.

“Nos Emirados Árabes, vivemos em uma vizinhança difícil”, disse Al Gergawi. “Nossa vizinhança possui mais de 100 milhões de jovens, com mais de 35% deles desempregados”, se referindo à ampla região geográfica do Oriente Médio. “Queremos possibilitar que os jovens tenham um papel ativo no avanço dos esforços globais sobre o Planeta Vermelho e outros corpos celestes”, disse ele à plateia. Al Gergawi mencionou que existirão iniciativas educacionais para motivar os jovens a se envolverem com o espaço.


O projeto “Marte 2117″ desenvolverá um time de cientistas Emirados e internacionais para impulsionar a exploração humana em Marte nos próximos anos.

Antes que os Emirados Árabes levem pessoas para Marte, existe um plano para realizar a primeira missão árabe para Marte. Em 2020, eles lançarão uma sonda, chamada “Hope”, para o Planeta Vermelho. Ela terá o objetivo de analisar a atmosfera marciana. Essas informações serão, sem dúvidas, úteis para Al Gergawi e sua equipe tornarem sua visão grandiosa uma realidade.

Imagem do topo: Captura de tela via YouTube/Mohammed Bin Rashid Space Center



FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…