Pular para o conteúdo principal

Nova testemunha confirma a presença de UFOs em Bentwaters, em 1980


Os militares observaram luzes não identificadas entre as árvores da Floresta de Rendlesham

Ex-militar norte-americano afirma: "Era coisa de outro mundo"

O Caso Rendlesham, também conhecido como Caso Bentwaters, é mundialmente conhecido como "o Caso Roswell da Inglaterra" e aconteceu entre 26 e 27 de dezembro de 1980. Na primeira noite os oficiais John Burroughs, Bud Steffens e James Penniston observaram as evoluções de um UFO, relatando suas experiências depois para seus superiores. Na noite seguinte ocorria uma celebração de final de ano quando o vice-comandante da base, o coronel Charles Halt, recebeu a informação de que o UFO havia voltado.

As duas bases vizinhas, Bentwaters e Woodbridge, pertenciam à Real Força Aérea britânica (RAF), mas estavam sendo utilizadas pela Força Aérea Norte-Americana (USAF). Era o período mais tenso da Guerra Fria com a União Soviética e o grau de alerta era o mais elevado. Dessa forma, Charles Halt reuniu uma equipe e adentrou na floresta de Rendlesham, onde observaram as evoluções de um UFO e encontraram marcas no solo, além de níveis elevados de radiação. Apesar de outras ocorrências extraordinárias, como o UFO lançar raios de luz sobre o depósito de armas nucleares da base, o Ministério da Defesa (MoD) atribuiu o caso à confusão provocada por um farol à leste dali.

Charles Halt e as demais testemunhas sempre rejeitaram essa absurda teoria e acaba de quebrar o silêncio mais um ex-militar que testemunhou os eventos em primeira-mão. Steve Longero era policial sargento na época, responsável pela guarda da área de armazenamento de armamentos da base, quando os alarmes foram acionados. Ele afirma que era um sistema altamente sofisticado, que depois se desligou abruptamente. Ele comenta: "Em seguida pude ver luzes sobre as copas das árvores e pensei: 'o que está acontecendo?'. Então chegaram ordens para os homens saírem e investigarem, e era difícil de acreditar no que estava acontecendo, essas luzes brilhantes que víamos. Elas se pareciam com luzes fluorescentes, com um brilho avermelhado. Não era algo deste mundo".

ORDEM DE MANTER O SILÊNCIO


Steve Longero

Quando o próprio Steve Longero também recebeu ordens de sair a campo, ele encontrou um grupo de colegas militares, incluindo Jim Burroughs, Edward Cabansag e Larry Warren. Todos descreveram as mesmas luzes, com brilho passando do vermelho para o verde, pairando sobre as copas das árvores. Longero encontrou também o próprio coronel Charles Halt, que reuniu todo o pessoal e distribuiu tarefas na tentativa de descobrir o que estava acontecendo, com todos se perguntando o que era aquilo. O ex-militar prossegue seu relato: "Os objetos finalmente se aproximaram de nós, fazendo movimentos de zigue-zague, quando de repente sumiram, parecendo algo de Jornada nas Estrelas, como se entrassem em dobra". Pesquisadores como Philip Mantle, que fez uma entrevista com Steve Longero, afirmam que o ex-militar confirmou a maioria das declarações das outras testemunhas. Ele ainda confirma que foi interrogado poucos dias depois e recebeu ordens de não falar a respeito do que testemunhara.

Correspondência do MoD tentando abafar a ocorrência

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…