Pular para o conteúdo principal

Astrônomos flagram uma estrela ‘nova’ na constelação do Lobo



POR SALVADOR NOGUEIRA

Uma “nova” estrela apareceu no céu há coisa de cinco dias. E preste atenção às aspas, porque “nova” é só modo de dizer. Trata-se de um astro que já estava lá antes, mas subitamente aumentou seu brilho e se tornou visível da Terra.


Duas imagens feitas pelo astrônomo amador italiano Ernesto Guido mostram o antes e o depois da Nova Lupus 2016 (Crédito: Ernesto Guido)

A estrela foi detectada primeiro em imagens da ASAS, sigla para All Sky Automated Survey (Varredura Automática de Céu Inteiro), instalada no Observatório do Cerro Tololo, no Chile. Os estudos agora estão em andamento e observadores do mundo inteiro estão colhendo espectros, que sugerem que se trata mesmo de uma “nova” localizada dentro de nossa galáxia.

É importante fazer uma distinção entre “nova” e “supernova”. E trata-se de uma diferença de escala, como o próprio nome sugere. Ambas podem surgir pela detonação súbita de um cádaver estelar que atinge massa crítica ao roubar matéria de um astro companheiro. Mas enquanto, na nova, quem está surrupiando massa da vizinha é uma anã branca — cadáver deixado por uma estrela de baixa massa, como o Sol –, na supernova quem faz esse papel é uma estrela de nêutrons — remanescente da morte de uma estrela azul, de alta massa. (Um mecanismo alternativo, e mais conhecido, para a produção de uma supernova envolve a simples morte de uma estrela de alta massa; o colapso por si só produz uma explosão violentíssima.)

“Novas são aumentos súbitos de brilho em sistemas de estrelas binários cerrados, provocados por detonações termonucleares em material acumulado no objeto compacto — uma anã branca — do par”, explica Gabriel Hickel, astrônomo da Universidade Federal de Itajubá (MG). “Essas detonações repentinas podem aumentar em mais de 50 mil vezes o brilho do sistema. Em algumas ocaisões é possível ver a olho nu, como uma estrela, onde nada antes aparecia, por isso o termo ‘nova’.”


Imagem feita pelo astrônomo Gabriel Hickel, da Universidade Federal de Itajubá (MG), mostra a nova em contexto (Crédito: Gabriel Hickel)

Não é o caso, infelizmente, da Nova Lupus 2016 (assim chamada por estar na constelação do Lobo e ter sido detectada neste ano). Com magnitude entre 6,5 e 7, ela não é perceptível a olho nu, mas pode ser encontrada já com binóculos.

Esse brilho deve durar pelo menos por mais alguns dias, por vezes semanas, antes de a estrela voltar à baixa (e indetectável) luminosidade habitual.

Caso você queira procurar a nova, a constelação do Lobo fica na direção do sudoeste, do poente até por volta de 21h30.

FONTE: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…