Pular para o conteúdo principal

Filme de curta metragem recria invasão alienígena de Los Angeles em 1942


O curta de ficção científica UFO Diary recria os acontecimentos da Batalha de Los Angeles

UFO Diary é uma comédia de ficção científica que homenageia ainda o corpo feminino do Exército norte-americano que lutou na Segunda Guerra Mundial

A Batalha de Los Angeles é um dos mais conhecidos incidentes acontecidos antes da Era Moderna da Ufologia, iniciada em 1947. Na noite de 24 para 25 de fevereiro de 1942 objetos voadores desconhecidos invadiram o espaço aéreo sobre a cidade, e mais de 1.400 salvas de artilharia antiaérea foram disparadas. A população entrou em pânico, lembrando que o ataque japonês contra Pearl Harbour havia acontecido no mês de dezembro anterior, porém não se tem notícia de qualquer destroço dos invasores ter sido encontrado. Mais de 100.000 pessoas testemunharam os acontecimentos, que até hoje não têm uma explicação definitiva.

O incidente já foi explorado em algumas produções do cinema e da TV, e uma das mais originais foi lançada em fevereiro passado, para marcar mais um aniversário do caso. Com quase 16 minutos de duração, UFO Diary foi produzido pela cineasta e escritora Govindini Murty, e dirigido e escrito por seu marido Jason Apuzzo. Murty interpretou ainda a personagem principal do filme, a capitã Diana Ravello que, ao lado da tenente Margie Petrova, vivida por Rachel Newell, são militares que estão filmando um documentário para o Exército a respeito do então recentemente criado serviço militar feminino, quando se vêm as voltas com uma ameaçadora nave alienígena. As duas moças mais os militares de plantão em Los Angeles então entram em luta encarniçada contra os extraterrestres.

Govinni Murty defende um maior espaço para as mulheres nos bastidores das produções de ficção científica, na esteira do fato de que mais e mais os filmes estão sendo bem sucedidos em mostrar protagonistas femininas. Além disso ela destaca que a produção homenageia as mais de 150.000 mulheres militares que serviram no Corpo Feminino do Exército (WAC) na Segunda Guerra Mundial. Essa foi a primeira vez em que mulheres puderam servir em funções que não fossem enfermeiras, e Murty destaca que muitas foram pilotos de aeronaves, cientistas, especialistas em criptografia e serviram em muitas outras funções, até mesmo dentro do Projeto Manhattan que produziu a bomba atômica. Recentemente foi descoberto que mulheres pilotaram aviões em missões de combate, e operaram armamento antiaéreo, informações que os militares acobertaram na época.

UNINDO HISTÓRIA, FICÇÃO CIENTÍFICA E UFOLOGIA


Govindini Murty, produtora e atriz, e Rachel Newell no set de UFO Diary

O general Dwight Eisenhower afirmou sobre o WAC em 1945: "Durante o tempo em que tive mulheres sob meu comando elas passaram por cada teste e completaram cada tarefa assinalada para elas, suas contribuições em termos de eficiência, habilidade e determinação foram imensuráveis". Murty comenta que conheceu mulheres militares que serviram nos anos 60 e 70 como pesquisa, dizendo-se honrada em homenagear as pioneiras que participaram dos esforços contra o Eixo nos anos 40, além de comprovar que as mulheres merecem também um espaço no cenário da ficção científica equivalente a cineastas conhecidos como George Lucas e Steven Spielerg. Unindo história, ficção científica e Ufologia, UFO Diary é um dos mais originais entre os incontáveis curta-metragens de ficção científica disponíveis online, e explora um dos mais conhecidos casos da Ufologia Mundial de maneira muito original.


UFO Diary from Jason Apuzzo on Vimeo.


FONTE: REVISTA VEJA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…