Pular para o conteúdo principal

A semana de olhar para o céu: IAU celebra centenário com 100 horas de observações


Evento "100 horas de Astronomia" reúne mais de 700 atividades pelo planeta entre os dias 10 e 13 de janeiro

Os entusiastas por Astronomia, tanto acadêmicos quanto leigos, têm uma oportunidade especial de olhar para o céu entre os dias 10 e 13 de janeiro. Em 2019, a International Astronomic Union (IAU) - uma organização com mais de 13 mil membros pesquisadores, criada para promover a ciência - celebra seu aniversário de 100 anos com o evento "100 horas de Astronomia." Durante esse período, observações, palestras, aulas e rodas de conversa sobre o tema estarão acontecendo de forma contínua no mundo inteiro. Até agora, são mais de 700 atividades cadastradas em mais de 70 países, incluindo 13 delas em 10 cidades brasileiras.

“Celebrar cem anos é algo especial. Esses eventos permitem que nós, pesquisadores, possamos conversar com o público. É uma atividade de aproximação”, diz o astrônomo Eduardo Monfardini Penteado, coordenador voluntário de Divulgação Nacional da IAU no Brasil e bolsista do Programa de Capacitação Institucional do Museu de Astronomia e Ciências Afins. A maior parte dos eventos no Brasil acontece em cidades do interior e é voltada para o público infanto-juvenil, especialmente alunos da rede pública de ensino. “É muito difícil para quem está fora do eixo das metrópoles ter contato com experiências astronômicas. Porém, a Astronomia é uma porta para muitas outras ciências e está ligada a nossa vida e ao nosso dia a dia. Esse evento global torna tudo mais chamativo e próximo”, completa Penteado.

Telescópio H-Alpha, do astrônomo Roger Bonsaver

A paixão por compartilhar a astronomia com o público geral levou o astrônomo amador Roger Bonsaver, junto com outros voluntários, a unir esforços para reativar o observatório do município de Diadema, em São Paulo, que estava abandonado. Para as "100 horas de Astronomia", Bonsaver e seus colegas planejaram uma observação solar, observação do céu noturno, palestra e sessão de cinema, no dia 12. Tudo sem custo para os participantes. “Pretendemos despertar interesse por ciência e método científico, nas diversas áreas do conhecimento, partindo da estrutura do Observatório”, explicou. Até o primeiro semestre de 2019, o Observatório de Diadema oferecerá cursos de introdução à Astronomia e terá seu principal telescópio pronto para uso.

Para os pesquisadores que desejam inscrever suas atividades, ainda há tempo. A submissão é feita pelo site da 100 horas de Astronomia. Não há custos de inscrição, porém os organizadores devem arcar com os gastos necessários da realização. A IAU oferecerá prêmios em três categorias aos organizadores: Astronomia para Todos, Evento mais Inovador e Maior Público. Os vencedores ganharão um telescópio, um mapa do céu customizado com local de realização do evento, um modelo 3d da Lua e um convite para participar do evento oficial de comemoração dos 100 anos da IAU em Bruxelas. Também serão sorteados dois telescópios aos participantes que publicarem fotos das observações com a hashtag #IAU100.

Confira os eventos que acontecerão no Brasil no site: https://bit.ly/2SIJ7dd

Ana Harada

FONTE: SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…