Pular para o conteúdo principal

Cassini começa épico último ano em Saturno


Desde que a sonda Cassini da NASA chegou a Saturno, que a aparência do planeta mudou muito. Esta imagem mostra o hemisfério norte de Saturno, à medida que essa parte do planeta se aproxima do solstício de verão em maio de 2017.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute

Depois de mais de 12 anos a estudar Saturno, os seus anéis e luas, a sonda Cassini da NASA entrou no último ano da sua viagem épica. A conclusão da histórica odisseia científica está planeada para setembro de 2017, mas não sem antes de completar um ousado final de duas partes.

A partir do dia 30 de novembro, a órbita da Cassini irá enviar a nave espacial até para lá da orla externa dos anéis principais. Estas órbitas, uma série de 20, são chamadas órbitas anel-F. Durante estas órbitas semanais, a Cassini irá aproximar-se até 7800 km do centro do estreito anel-F, com a sua peculiar estrutura torcida e trançada.

"Durante as órbitas anel-F esperamos ver os anéis, juntamente com as pequenas luas e outras estruturas aí embebidas, como nunca antes," afirma Linda Spilker, cientista do projeto Cassini no JPL da NASA em Pasadena, no estado norte-americano da Califórnia. "A última vez que nos aproximámos tanto dos anéis foi durante a chegada a Saturno em 2004, e vimos apenas o seu lado iluminado. Agora temos dezenas de oportunidades para examinar a sua estrutura em ambos os lados e em altíssima resolução."

O Último Acto: Um Grande Final

A fase final da Cassini - chamada Grande Final - começa a sério em abril de 2017. Um voo rasante pela lua gigante de Saturno, Titã, irá remodelar a órbita da sonda de modo a passar através do espaço entre Saturno e os anéis - uma região inexplorada com apenas 2400 km de diâmetro. Espera-se que o orbitador complete 22 "mergulhos" nesta abertura, o seu primeiro tendo início no dia 27 de abril.

Durante o Grande Final, a Cassini vai fazer as observações mais próximas de sempre do "Senhor dos Anéis", mapeando o campo magnético e o campo gravitacional do planeta com extrema precisão e transmitindo imagens ultra íntimas da atmosfera. Os cientistas também esperam ganhar novas informações sobre a estrutura interior de Saturno, a duração precisa do dia saturniano e a massa total dos anéis - o que poderá finalmente ajudar a resolver a questão da sua idade. A sonda vai também analisar diretamente partículas do tamanho de poeira nos anéis principais e "provar" os limites exteriores da atmosfera de Saturno - novidades "fresquinhas" da missão.

"É como começar uma missão completamente nova," afirma Spilker. "O valor científico do anel-F e das órbitas do Grande Final é tão convincente que podíamos imaginar uma missão totalmente nova a Saturno, concebida em redor do que estamos prestes a fazer."

Entrando em Saturno, Literalmente

Desde o início de 2016 que os engenheiros da missão vêm aprimorando o percurso orbital da Cassini em redor de Saturno para posicionar a nave espacial para a fase final da missão. Colocaram a sonda numa série de "flybys" por Titã que estão, progressivamente, a levantar a inclinação da órbita da Cassini em relação ao equador e anéis de Saturno. Esta orientação particular permite com que a sonda "salte" sobre os anéis com uma única (e final) passagem rasante em abril, dando início ao Grande Final.

"Usamos a gravidade de Titã ao longo da missão para catapultar a Cassini em torno do sistema saturniano," comenta Earl Maize, gerente do projeto Cassini no JPL. "Agora, Titã presta mais uma vez uma ajudinha, fornecendo uma forma de colocar a Cassini em direção a estas regiões completamente inexploradas e tão próximas do planeta."

O Grande Final terá um desfecho dramático no dia 15 de setembro de 2017, quando a Cassini mergulhar na atmosfera de Saturno, enviando dados sobre a composição química do planeta até que o sinal se perca. A fricção com a atmosfera fará queimar a nave espacial tal como um meteoro pouco depois.

Para comemorar o início deste último ano e da aventura que tem pela frente, a equipa da Cassini divulgou um novo filme da rotação do planeta, juntamente com um mosaico colorido, ambos captados do alto do hemisfério norte de Saturno. O filme cobre 44 horas, ou pouco mais de 4 rotações planetárias.


A sonda Cassini tem registado números impressionantes nos 12 anos desde que chegou a Saturno no dia 1 de julho de 2004. Este infográfico fornece um instantâneo de apenas alguns dos grandes números da missão até ao dia 15 de setembro de 2016, a um do final da missão.
Crédito: NASA/JPL-Caltech

'Um Passeio Verdadeiramente Emocionante'

"Este é o tipo de imagem que a Cassini terá quando subir, repetidamente, acima das latitudes norte de Saturno, antes de mergulhar para lá das orlas exteriores - e mais tarde das interiores - dos anéis," realça Spilker.

O final da missão está a aproximar-se - a contagem decrescente do "Mergulho Final da Cassini" já está a decorrer no controlo da missão - mas uma fase extremamente importante da missão ainda está por vir.

"Podemos estar em contagem decrescente, mas ninguém deve contar a Cassini como morta," afirma Curt Niebur, cientista do programa Cassini na sede da NASA em Washington. "A jornada pela frente vai ser um passeio realmente emocionante."



FONTE: http://www.ccvalg.pt/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…