Pular para o conteúdo principal

Especialistas fizeram reunião secreta sobre criar genoma humano a partir do zero


Mais de uma centena de cientistas, advogados e empresários se reuniram recentemente para discutir a possibilidade de criar um genoma humano sintético. Jornalistas não foram convidados, e os participantes foram orientados a não comentar o assunto.

A ideia de criar um genoma humano sintético é diferente da edição genética. Em vez de cientistas mexerem em um gene aqui e acolá, eles usariam produtos químicos para fabricar todo o DNA contido nos cromossomos humanos.

A genômica sintética, ao contrário de modificações genéticas, não utiliza genes que ocorrem naturalmente. Em vez disso, ela se baseia em uma série de pares de bases com design personalizado. Isso abre a porta para uma maior gama de possibilidades, já que os geneticistas não ficariam limitados pelos dois pares de bases produzidos pela natureza.

Atualmente, os cientistas veem a genômica sintética como uma maneira de criar novos micróbios e animais, mas o mesmo princípio se aplica a seres humanos. Isso levanta a perspectiva de seres humanos feitos sob medida, ou mesmo quase-humanos sem pais. É um assunto polêmico, que exige uma discussão séria. Mas, por algum motivo, este empreendimento futurista começou em segredo.

Genoma humano sintético em 10 anos?
Segundo o New York Times, a perspectiva de genomas humanos sintéticos foi discutida em uma reunião secreta na Harvard Medical School na última terça-feira. Os presentes receberam a instrução de “não entrar em contato com a mídia nem tuitar sobre a reunião.”

Como indica o NYT, o nome original do projeto era “HGP2: O Projeto de Síntese do Genoma Humano”. Um convite para a reunião afirmava claramente que o principal objetivo seria “sintetizar um genoma humano completo em uma linhagem de células dentro de um período de dez anos”.

Depois, os organizadores mudaram o nome da reunião para “HGP-Write: testando grandes genomas sintéticos em células”. A razão para a mudança, eles disseram, era que o nome original queria chamar a atenção da mídia. É algo meio estranho, dado que a reunião estava fechada para a imprensa.

De acordo com George Church, professor de genética na Harvard Medical School e um dos principais organizadores do projeto, tudo é um lamentável mal-entendido. Church diz que a reunião não era realmente sobre genomas humanos sintéticos.

O assunto, aparentemente, eram os esforços para melhorar a capacidade de sintetizar longas cadeias de DNA, que os geneticistas poderiam usar para criar todo tipo de animais, plantas e micróbios. Church disse ao New York Times: “eles estão pintando um quadro que eu não acho que representa o projeto. Se esse fosse o projeto, eu estaria fugindo dele.”

Quanto ao porquê de a reunião ser realizada a portas fechadas, Church diz que é porque sua equipe apresentou um estudo para ser publicado em uma revista científica, e não deveria discutir a ideia publicamente antes.

Novamente, uma desculpa muito estranha; por que realizar uma reunião sobre um tema tão importante antes de o estudo ser aprovado? A imprensa muitas vezes é convidada a ler estudos antes de serem publicados sob o sistema de embargo. Os jornalistas já têm o hábito de manter silêncio como uma questão de protocolo e ética jornalística.

Polêmica
Criar um genoma humano completo dentro de dez anos seria algo bastante ambicioso. O último esforço nesse sentido foi do grupo de Craig Venter, que sintetizou uma célula bacteriana simples. Mas criar uma célula humana artificial, bem, isso é consideravelmente mais complexo.

O cronograma de dez anos parece pouco realista, mas pelo menos vai nos proporcionar muito tempo para refletir sobre essa perspectiva extremamente importante.

Na verdade, este tema está definitivamente longe de ser resolvido. Eis um trecho de um ensaio da Cosmos Magazine sobre a ética de sintetizar um genoma humano:

Em um mundo onde a reprodução humana já se tornou um mercado competitivo – com óvulos, esperma e os embriões portando um preço – é fácil imaginar usos muito mais estranhos para a síntese do genoma humano.

Seria OK, por exemplo, sequenciar e então sintetizar o genoma de Einstein? Se sim, quantos genomas de Einstein devem ser feitos e instalados em células, e quem poderia fazê-los?

Dando um passo para trás, só porque algo se torna possível, como devemos determinar se é ético prosseguir com isso?

Dado que a síntese do genoma humano é uma tecnologia que pode redefinir completamente a essência do que agora une toda a humanidade como uma espécie, nós argumentamos que as discussões de tornar reais estas capacidades, como a conferência de Harvard, não devem acontecer sem consideração aberta e antecipada de saber se é moralmente certo prosseguir.

[New York Times, Cosmos Magazine]

Foto: a replicante Pris do filme Blade Runner, o Caçador de Androides

FONTE: GIZMODO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…