Pular para o conteúdo principal

Cearense fascinado por ETs possui um dos maiores arquivos de ufologia do Brasil


Agobar Peixoto é ex-professor do curso de Engenharia de alimentos da UFC (FOTO: Arquivo Pessoal)

Ex-professor da UFC, Agobar Peixoto, de 65 anos, pesquisa relatos de vida extraterrestre há meio século. Respeitado entre ufólogos, ele garante: já houve um caso de abdução no Centro de Fortaleza

Olhar para o céu e analisar coisas estranhas era uma das atividades que sempre estavam presentes nas brincadeiras de criança do ex-professor de Engenharia da Universidade Federal do Ceará (UFC) Agobar Peixoto. Debruçar-se sobre jornais e revistas que falavam sobre ufologia foi o que motivou o cearense a ter sua primeira fascinação com o cosmos e com os mistérios que rondam a experiência humana.

Mas foi com a ajuda indireta de um padre que o interesse brotou. “Eu morava em Maranguape e tinha um vizinho que era padre comprava livros e revistas. Uma vez ele comprou a revista Cruzeiro que tinha algumas reportagens sobre discos voadores. Eu li a tarde inteira, e daí, aos seis anos de idade, surgiu o meu interesse pelo assunto”, relembra Agobar.

Apesar de cultivar bastante a leitura sobre o tema, Agobar destaca que o envio de naves ao espaço por parte dos Estados Unidos, em 1957, chamou sua atenção. Segundo ele, as crianças da época se interessaram bastante sobre o tema após as pesquisas espaciais e o caso não foi diferente com ele.

Logo aos 14 anos, o cearense já possuía um arquivo razoável com fotografias e matérias de jornais sobre casos misteriosos. Hoje, aos 65, o ufólogo conta sobre a primeira experiência com extraterrestres.

“Em 1968, surgiu um fenômeno no município de Pereiro, no interior do Ceará, em que apareceram bolas luminosas e coincidentemente tremores de terra. Eu e um amigo viajamos lá, e verificamos que realmente tinha acontecido o fato. Na época, fizemos uma vigília na serra dos Macacos e presenciamos novamente o caso”, relata o professor aposentado.

Meus amigos brincam que eu sou doido, mas ficam fascinados com os meus estudos (Agobar Peixoto, 65)

Com o desenvolvimento da tecnologia, também avançaram os aprofundamentos das pesquisas. Com uma máquina filmadora, Agobar apurou e arquivou materiais suficientes para se tornar o dono de um dos maiores arquivos de ufologia do Brasil.

Para o estudioso, o próximo passo é intensificar os estudos em relação a abdução de humanos por discos voadores. “No Ceará existem vários casos sobre a abdução de humanos. Nós temos uma documentação de um homem que foi abduzido no Centro de Fortaleza, e nossa ideia é intensificar os estudos”, disse.

Em anos de estudos, o pesquisador relata que as pessoas que foram abduzidas voltam marcadas e que chips são implantados como marcadores. “Com esse chip, eles coletam informações biológicas que vão examinar todas os nossos processos”, destaca.

As pesquisas recentes foram apresentadas no 9º Encontro de Ufologia e Espiritualidade do Ceará, no último domingo (16). Oportunidade de troca de informações com outros pesquisadores que, assim como Agobar, nutrem o interesse sobre aqueles que viveriam muito distante de nós.

Coincidências

Casado há 43 anos e pai de seis filhos, o educador ressalta o poder das coincidências como principal fator para o seu interesse em ufologia. “O nome do primeiro pesquisador sobre o assunto sobre o assunto foi um homem também chamado Agobar. Ele era um arcebispo de Lyon (França), no ano 847. Lá apareceram muitas naves descendo do céu e os agricultores queriam matá-los e ele os proibiu. Ele entendia que os Et’s vinham de uma cidade no céu chamada Magónia”, destacou.

Mas quem pensa que as coincidências acabam por aí estão enganados. Após vários anos, o cearense conta que um cientista iria provar o poder deste fenômeno. “Depois de vários anos um cientista francês chamado Gacqes Valle que trabalhou na Nasa e que também é pesquisador de ufologia, escreveu um livro sobre o Agobar francês chamado ‘Passaporte pra Magônia’. E em 1983 eu encontrei com esse cientista para fazer uma pesquisa no Ceará”, contou o estudioso.

Segundo ele, uma amiga conhecia o cientista, que é considerado o maior pesquisador de ufologia do mundo. “Eu tinha uma amiga falecida que era casada com um americano e esse americano conhecia esse cientista. E quando eles vieram à Fortaleza ela me apresentou. Então criei influência com ele. Isso é no mínimo curioso, porque o maior cientista de ufologia se interessou por um Agobar francês e acabou conhecendo um Agobar cearense”, completa o ex-professor.

FONTE: http://tribunadoceara.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…