Pular para o conteúdo principal

New Horizons vê mais detalhes em Plutão



Que diferença fazem 32 milhões de quilômetros! As imagens de Plutão pela New Horizons da NASA estão a crescer em escala à medida que a sonda aproxima-se do seu misterioso destino. As novas imagens, capturadas entre os dias 8 e 12 de maio usando uma poderosa câmara telescópica e enviadas na semana passada, revelam mais detalhes sobre a contrastante e complexa superfície de Plutão.

Estas imagens de Plutão foram obtidas a 77 milhões de quilômetros de distância, usando o instrumento LORRI (Long-Range Reconnaissance Imager) a bordo da sonda New Horizons. Tendo em conta que a New Horizons estava aproximadamente 32 milhões de quilômetros mais próxima de Plutão em meados de maio do que em meados de abril, as novas imagens contêm cerca do dobro dos pixeis do que aquelas obtidas há um mês atrás.

A técnica chamada deconvolução melhora a nitidez das imagens não processadas enviadas para a Terra. Nas imagens de abril, os cientistas da New Horizons determinaram que Plutão tem grandes marcas à superfície - algumas brilhantes, outras escuras - incluindo uma área num polo que poderá ser uma calote. As novas imagens mostram detalhes mais refinados. A deconvolução pode ocasionalmente produzir detalhes adulterados, de modo que os detalhes destas imagens necessitarão confirmação com imagens obtidas de mais perto ao longo das próximas semanas.

"À medida que a New Horizons se aproxima de Plutão, está a transformar o objeto de um ponto de luz para um intenso ponto de interesse planetário," afirma Jim Green, Diretor de Ciência Planetária da NASA. "As próximas sete semanas vão ser uma montanha-russa alucinante."

"Estas novas imagens mostram-nos que os diferentes rostos de Plutão são distintos: provavelmente insinuam o que poderá ser uma geologia superficial complexa ou variações na composição de lugar para lugar," afirma Alan Stern, investigador principal da New Horizons, do Instituto de Pesquisa do Sudoeste em Boulder, no estado americano do Colorado. "Estas imagens também continuam a apoiar a ideia que Plutão tem uma calote polar cuja extensão varia de acordo com a longitude; vamos ser capazes de fazer uma determinação definitiva do gelo na região brilhante quando obtivermos informações espectrográficas dessa área em julho."

As imagens que a New Horizons envia vão melhorar dramaticamente nas próximas semanas à medida que a sonda acelera cada vez mais perto do seu encontro de 14 de julho com o sistema de Plutão, avançando 1,2 milhões de quilômetros por dia.

"No final de junho a resolução já será quatro vezes superior à das imagens obtidas entre os dias 8 e 12 de maio e, durante a maior aproximação, esperamos obter imagens com mais de 5000 vezes a resolução atual," afirma Hal Weaver, cientista do projeto e do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins em Laurel, Maryland, EUA.

A New Horizons foi lançada em janeiro de 2006 e está atualmente a 4,75 mil milhões de quilômetros de casa; a sonda está de boa saúde e todos os sistemas estão a operar normalmente.

Estas imagens mostram Plutão na última série de fotografias obtidas pelo instrumento LORRI (Long Range Reconnaissance Imager) da New Horizons, obtidas entre os dias 8 e 12 de maio de 2015 e comparadas com imagens obtidas um mês antes. No mês que separa os dois conjuntos de imagens, a distância da sonda até Plutão diminuiu dos 110 milhões de quilômetros para os 75 milhões de quilômetros. As imagens de abril estão à esquerda, as imagens de maio à direita. Todas foram rodadas para alinhar o eixo de rotação de Plutão com a direção vertical (cima/baixo), como representado esquenticamente no painel do centro. Entre abril e maio, Plutão parece ficar maior à medida que a sonda se aproxima, o tamanho aparente de Plutão aumentando aproximadamente 50%. Plutão completa uma rotação a cada 6,4 dias terrestres e estas imagens mostram as variações à superfície durante a sua rotação. Estas imagens exibem quatro vezes o tamanho nativo das imagens do LORRI e foram processadas usando um método chamado deconvolução, que melhora a nitidez das imagens originais a fim de realçar as características de Plutão. A deconvolução pode ocasionalmente acrescentar detalhes "falsos", de modo que os detalhes terão de ser confirmados por imagens obtidas de mais perto ao longo das próximas semanas. Todas as imagens são exibidas usando a mesma escala linear de brilho.

FONTE: ASTRONOMIA ONLINE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…