Pular para o conteúdo principal

Telescópio espacial Kepler, da NASA, está ficando sem combustível e pode ter pouco tempo restante



Por: Tom McKay

O famoso Telescópio Espacial Kepler, da NASA — a nave que descobriu milhares de exoplanetas desde o seu lançamento, em 2009 — está entrando na fase de aposentadoria de sua vida útil. A NASA anunciou na sexta-feira (6) que a equipe do Kepler “recebeu uma indicação de que o tanque está muito baixo” e “colocou a espaçonave em estado de hibernação, em preparação para baixar os dados científicos coletados em sua mais recente campanha de observação”.

O Kepler sofreu um defeito mecânico em seu sistema de direção em 2013, forçando os cientistas a desenvolverem um inteligente plano alternativo no qual eles usaram a pressão dos raios do Sol para agir como um substituto para uma de suas rodas de reação que falharam. Essa nova fase, chamada K2, é imperfeita, e a NASA inicialmente acreditava que ela só permitiria dez campanhas de observação com o combustível restante. No entanto, ela funciona e permite que o Kepler observe pedaços do espaço por aproximadamente 83 dias por vez. De acordo com a NASA, enquanto a missão original Kepler descobriu 2.244 candidatos a exoplanetas e 2.327 exoplanetas confirmados, a missão estendida do K2 conseguiu identificar 479 candidatos e confirmar 323 outros. A nave está atualmente em sua 18ª campanha de observação do K2.

A NASA é incapaz de determinar a quantidade exata de combustível restante dentro do Kepler, já que não há um medidor de gás a bordo. No entanto, uma vez que está no espaço profundo da órbita da Terra, a cerca de 151,2 milhões de quilômetros de distância, e não há risco de atingir outro corpo astronômico potencialmente vivo, como uma lua gelada, a agência está livre para continuar trabalhando na espaçonave até que ela morra.

Segundo a NASA, a equipe do Kepler colocou a nave em modo de hibernação até agosto, quando planeja ligá-la novamente e usar a Deep Space Network, também da agência, para transferir dados de missão de volta à Terra. Se isso for bem-sucedido, eles planejam iniciar uma 19ª campanha de observação com o combustível restante.

O Kepler descobriu que o nosso Sistema Solar é único em comparação com outros, que incluem gigantes gasosos em proximidade perigosa de suas estrelas hospedeiras, sistemas estelares binários e anãs vermelhas orbitadas por diversos mundos rochosos. O telescópio encontrou também um planeta que espelha estranhamente muitas das características da Terra. Embora ainda esteja em operação limitada, a NASA já lançou um sucessor, o Transiting Exoplanet Survey Satellite, que enviou de volta uma incrível imagem de milhares de estrelas em março de 2018.



[NASA via The Verge]

Imagem do topo: AP

FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…