Pular para o conteúdo principal

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992



Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não encararia o fenômeno com tanto medo como na primeira vez. Ela contou a sua experiência durante o II Fórum Mundial de Contatados, realizado em Curitiba em 2014. A história de Debbie serviu de inspiração para o filme Intrusos.

A americana, que falou poucas vezes em público sobre o fenômeno que presenciou, comentou que concordaria em passar novamente por tudo. "Porque me permitiu ser o que sou hoje e o que vivo hoje. A experiência que tive mudou muito a minha visão de vida. Me deixou mais forte e mais experiente. Hoje eu não tenho mais medo daquele dia", falou, em entrevista exclusiva ao Terra.

Debbie relatou em sua palestra que estava na cozinha quando viu uma luz no quintal de casa, perto da piscina. Quando tentou ver o que era, a luz desapareceu. Momentos depois, ela percebeu que a porta da garagem estava aberta e que o cachorro da família, que estava preso dentro do espaço, se encontrava no jardim. "Quando entrei, tudo em mim parecia que estava em fogo. Quando virei para correr, algo parecia me segurar pelo ombro e tinha uma luz muito brilhante. Parecia que o tempo tinha parado por um instante. Senti uma forte queimação no ouvido e ouvi uma voz dizendo que infelizmente eu tinha que passar por essa dor", ressalta.

Debbie comentou que viu uma bola brilhante no jardim de casa e que a marca no gramado ficou no local por anos. A neve que caía ali derretia na hora. Além disso, a experiência deixou nela sequelas até hoje, com uma fotossensibilidade. O cachorro da família, na época, desenvolveu uma série de doenças e precisou ser sacrificado meses depois do fenômeno.

Conforme o tempo foi passando, Debbie passou a ter visões e precisava desenhar para poder retomar as atividades que estava realizando. Entre as ilustrações que fez, estão as formas dos extraterrestres e desenhos que depois apareceram misteriosamente em plantações.

Aos poucos, ela foi fazendo relação com outras situações anteriores, como o caso de uma luz muito forte no céu quando estava em uma estrada com uma amiga. Depois disto, ela só lembra estar fora do carro, como se algo estivesse puxando as pernas dela. Debbie contou que, ainda adolescente, ficou grávida. Junto com a mãe, fez todos os exames que comprovaram a gestação. Depois de quase quatro meses de gravidez, ela deitou no sofá da sala e acordou na cama da sobrinha. "Tinha certeza que algo tinha acontecido com meu bebê. Procurei ajuda e refizemos todos os testes, que deram negativo. Ela perguntou para o mesmo médico se antes ela não estava grávida e ele disse que sim. E que agora não estava mais. O médico disse para ela esquecer. Mas eu nunca consegui", declarou.

Palestra de Debbie:



FONTES: filmow.com - M3NIS - www.terra.com.br - Anonimo Silva

Veja também: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2014/07/filme-hangar-18.html
http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2017/08/filme-contato-de-carl-sagan.html
http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2017/07/contatos-imediatos-do-terceiro-grau.html

Comentários

  1. Este filme é muito forte! Foi a coisa que mais assisti no "vídeo cassete", quando adolescente, ainda na década de 1990. Minha relação com as criaturas foi muito intensa,principalmente nesta época, e este vídeo é simplesmente um espelho de tudo. Nunca vi outro filme parecido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embasado com estudo científico de John Mack, trabalho mais bem elaborado até hoje sobre as abduções!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…