Pular para o conteúdo principal

Crescem dúvidas sobre aceleração da expansão do Universo


O Universo parece estar se expandindo, mas os indícios de que essa expansão esteja se acelerando estão sendo postos em dúvida.[Imagem: JHUAPL/SwRI]

Expansão acelerada

Cinco anos atrás, o Prêmio Nobel de Física foi concedido a três astrônomos pela descoberta, no final dos anos 1990, de que o Universo está se expandindo a um ritmo que se acelera com o tempo.

Suas conclusões foram baseadas na análise das supernovas Tipo Ia - explosões termonucleares espetaculares que marcam a morte de algumas estrelas - captadas pelo telescópio espacial Hubble e por telescópios terrestres.

Isto levou à aceitação generalizada da ideia de que o Universo é dominado por uma substância misteriosa que, por ser desconhecida e não ter sido ainda detectada, recebeu o nome de "energia escura" - a energia escura é o "algo" que estaria acelerando a expansão do Universo.

Não tão rápido

Agora, uma equipe liderada pelo professor Subir Sarkar, da Universidade de Oxford, lançou dúvidas sobre este conceito cosmológico padrão.

Fazendo uso de um conjunto de dados muito maior - um catálogo de 740 supernovas Tipo Ia, mais de 10 vezes o tamanho da amostra usada pelos ganhadores do Nobel - os pesquisadores concluíram que a evidência para a aceleração da expansão do Universo é muito mais frágil do que se pensava, com os dados na verdade sendo consistentes com uma taxa de expansão constante.

Quem explica as conclusões é o próprio professor Sarkar, em uma nota publicada pela Universidade de Oxford.

"A descoberta da aceleração da expansão do Universo ganhou o Prêmio Nobel, o Prêmio Gruber de Cosmologia e o Prêmio Descoberta em Física Fundamental. Isso levou à aceitação generalizada da ideia de que o Universo é dominado por uma 'energia escura' que se comporta como uma constante cosmológica - este é atualmente o 'modelo padrão' da Cosmologia.

"No entanto, existe agora um banco de dados de supernovas muito maior sobre o qual [podemos] realizar análises estatísticas rigorosas e detalhadas. Nós analisamos o mais recente catálogo de 740 supernovas Tipo Ia - mais de 10 vezes maior do que as amostras originais em que a alegação da descoberta foi baseada - e descobrimos que a evidência para a expansão acelerada é, no máximo, o que os físicos chamam de '3 sigmas'. Isto é muito aquém do padrão '5 sigmas' necessário para reivindicar uma descoberta de importância fundamental.

"Um exemplo análogo, neste contexto, seria a recente sugestão para uma nova partícula com massa de 750 GeV baseada em dados do LHC. Ela inicialmente tinha uma significância elevada - 3,9 e 3,4 sigmas em dezembro do ano passado - e estimulou mais de 500 trabalhos teóricos. No entanto, foi anunciado em agosto que novos dados mostram que a significação caiu para menos de 1 sigma. Foi apenas uma flutuação estatística, e não existe essa partícula," explicou Sarkar.

Procura-se novo modelo cosmológico


Teoria desenvolvida por físicos brasileiros prevê que a energia do vácuo quântico pode ser "acordada" por uma estrela de nêutrons. [Imagem: NASA/CXC/CfA/P. Slane et al.]

Embora outros trabalhos já tenham levantado dúvidas sobre a significância das supernovas do Tipo 1A para a expansão da aceleração do Universo, há outros dados disponíveis que parecem apoiar a ideia, como informações sobre a radiação cósmica de fundo, o chamado "brilho do Big Bang", e medições do movimento de galáxias (veja citação bibliográfica abaixo, do artigo da professora Tamara Davis, da Universidade de Queensland, que analisa todos esses indícios).

No entanto, o professor Sarkar afirma que eles também não são conclusivos.

"Todos esses testes são indiretos, realizados no âmbito de um modelo presumido, e a radiação cósmica de fundo não é diretamente afetada pela energia escura. Na verdade, há de fato um efeito sutil, o efeito final integrado Sachs-Wolfe, mas ele não foi convincentemente detectado.

"Por isso, é bem possível que nós estejamos sendo enganados e que a aparente manifestação da energia escura seja uma consequência da análise dos dados em um modelo teórico simplista - que foi de fato construído na década de 1930, muito antes de existirem quaisquer dados reais. Uma estrutura teórica mais sofisticada, levando em conta a observação de que o Universo não é exatamente homogêneo e que o seu componente de matéria pode não se comportar como um gás ideal - dois pressupostos fundamentais da cosmologia padrão - pode muito bem ser capaz de levar em conta todas as observações sem a necessidade da energia escura. Na verdade, a energia do vácuo é algo sobre qual não temos absolutamente nenhum entendimento em teoria fundamental.

"Naturalmente, muito trabalho terá que ser feito para convencer a comunidade de física de tudo isto, mas o nosso trabalho serve para demonstrar que um dos principais pilares do modelo cosmológico padrão é bastante instável. Esperamos que isto motive melhores análises dos dados cosmológicos, bem como sirva como inspiração para os teóricos investigarem modelos cosmológicos mais matizados. Progressos significativos serão feitos quando o telescópio E-ELT fizer observações com um 'pente laser' ultrassensível para medir diretamente, durante um período de 10 a 15 anos, se a taxa de expansão está de fato se acelerando," concluiu o professor Sarkar.


Os esforços para detecção direta da Energia Escura até agora foram em vão. [Imagem: Reidar Hahn/DES]

Dúvidas sobre aceleração do Universo

Apesar de ser a teoria mais aceita, a aceleração da expansão do Universo não é unânime entre os físicos e astrônomos.

Em 2011, um estudo de astrônomos brasileiros questionou a aceleração da expansão do Universo, sobretudo porque não há uma comprovação direta da teoria. Em 2013, um cosmologista alemão foi ainda mais longe, defendendo que o Universo não está nem mesmo se expandindo, menos ainda se acelerando.

Em 2014, pesquisadores chineses elaboraram uma nova técnica que eles acreditam poder ser usada para avaliar de uma vez por todas se o Universo está mesmo acelerando ou não, uma técnica que não depende das supernovas Ia. Em 2015, outro trabalho lançando dúvidas sobre o papel das supernovas Tipo 1A propôs que a aceleração do Universo não é constante.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

  1. Não é só a energia escura que está em cheque. A teoria padrão também está. Veja o artigo www.olhandoouniverso.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…