Pular para o conteúdo principal

Uma nova partícula descoberta por físicos é mais exótica do que já vimos antes



Depois de um longo e glorioso histórico de descobertas científicas, o colisor de partículas Tevatron do Fermilab (Laboratório Nacional do Acelerador Fermi) foi oficialmente aposentado em 2011. Mas os dados de seu último experimento ainda estão rendendo resultados bem interessantes.

Físicos da colaboração DZero anunciaram a descoberta de uma nova partícula, que se acredita ser parte de uma família exótica chamada “tetraquarks”.

“No início, eu não acreditava que fosse uma nova partícula”, disse Dmitri Denisov, porta-voz do DZero, à revista Symmetry. “Só depois de realizar múltiplas verificações cruzadas, começamos a acreditar que o sinal que vimos não poderia ser explicado por processos conhecidos ou de fundo – era a evidência de uma nova partícula.”

Os sabores dos quarks
Quarks são atualmente os menores componentes conhecidos da matéria, combinando-se normalmente em grupos de dois ou três para formar partículas subatômicas. Por exemplo, o próton é composto de três quarks, assim como o nêutron.

Existem seis tipos de quarks, também chamados de “sabores” – para cima, para baixo, inferior, superior, estranho e charmoso (!) – e eles podem se combinar em centenas de formas. Os quarks foram propostos pela primeira vez em 1964 por Murray Gell-Mann e George Zweig.

Durante muito tempo, os físicos não tinham evidência de que os quarks poderiam vir em qualquer outra combinação além de dois ou três (embora Gell-Mann tenha previsto que poderia haver partículas feitas de quatro ou até mesmo cinco quarks).

Isso mudou em 2003, quando físicos japoneses descobriram a primeira evidência de tetraquarks. Desde então, vários outros candidatos a tetraquark foram identificados – mais recentemente, no Grande Colisor de Hádrons em 2014.

Tal como o nome indica, estas partículas são compostas de quatro quarks estreitamente unidos pela força nuclear forte. Elas estão relacionadas ao pentaquark, uma partícula ainda mais exótica, composta de cinco quarks e descoberta no ano passado pela colaboração LHCb do Grande Colisor de Hádrons.

Uma partícula ainda mais exótica
Chamado X(5568), o tetraquark recém-descoberto é incomum mesmo entre os membros exóticos de sua família. Tetraquarks previamente descobertos geralmente contêm, pelo menos, dois quarks do mesmo sabor. Enquanto isso, o X(5568) é composto por quatro sabores diferentes: para cima, para baixo, estranho e inferior.



A equipe do DZero encontrou a nova partícula ao detectar uma assinatura única de decaimento a partir de dados recolhidos do Tevatron entre 2002 e 2011, envolvendo bilhões de eventos de colisão registrados.

O sinal que eles encontraram escondido nos dados atende o chamado limite “cinco sigma” – padrão que define o grau de certeza na física de partículas. Isso significa que há apenas cerca de 1 chance em 6 milhões de esta ser uma observação acidental. O estudo foi submetido à revista Physical Review Letters.

“A próxima tarefa será entender como os quatro quarks estão reunidos”, disse Paul Grannis, porta-voz do DZero. “Eles poderiam estar amassados em uma bola apertada, ou eles podem ser um par de quarks firmemente presos que giram a uma certa distância do outro par.”

Ao entender melhor a estrutura interna e as propriedades deste novo tetraquark, os físicos podem aprender ainda mais sobre como a força forte conecta partículas subatômicas.

[Fermilab via Symmetry]

Imagens via Fermilab

FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…