Pular para o conteúdo principal

Nanomáquinas e suas antenas de luz


Representação esquemática dos feixes ópticos gerados pelas nanoantenas cúbicas, que prometem uma nova etapa no desenvolvimento de circuitos nanoeletromecânicos.[Imagem: D. Sikdar/M. Premaratne/Monash University]

Nanoantenas

Os biochips, ou microlaboratórios, já estão sendo usados em várias aplicações, incluindo a realização de exames de laboratório e a fabricação de radiofármacos,

Esse potencial de aplicação ficou agora ainda mais amplo com o desenvolvimento de nanoantenas cúbicas capazes de gerar feixes de luz muito estreitos e perfeitamente direcionados.

A luz é essencial no interior dos microlaboratórios porque é sua interação com as moléculas dos materiais sendo analisados que permite avaliar a segurança de alimentos, a toxicidade de fármacos, identificar poluentes do ar ou as células de um câncer.

Os nanocubos são dispostos em uma cadeia, com o espaçamento entre eles podendo ser ajustado para tornar o feixe de luz mais fino - conforme a separação entre os nanocubos aumenta, a largura angular do feixe se estreita e sua direcionalidade melhora.

NEMS

A novidade está sendo saudada como o elemento que faltava para viabilizar os NEMS - sigla em inglês para sistemas nanoeletromecânicos.

Os MEMS (sistemas microeletromecânicos), ou micromáquinas, já são uma realidade em inúmeras aplicações, das impressoras a jato de tinta até os acelerômetros dos celulares e giroscópios. A expectativa era que, com o advento da nanotecnologia, os MEMS pudessem rapidamente virar NEMS - ou nanomáquinas, 1.000 vezes mais miniaturizadas - mas diversos entraves técnicos têm feito esse avanço mais difícil do que se imaginava.

Esta nova forma de manipular a luz dentro dos chips representa a remoção de um dos maiores dentre esses entraves.

"Estas nanoantenas unidirecionais são adequadas para biossensores baseados em óptica integrada para detectar proteínas, DNA, anticorpos, enzimas etc, em plataformas verdadeiramente portáteis do tipo laboratório em um chip," disse Debabrata Sikdar, da Universidade Monash, na Austrália.

"Elas também podem potencialmente substituir as interconexões [de cobre] no interior dos circuitos integrados pela transmissão de sinais ópticos dentro e entre os chips, para garantir um processamento de dados ultrarrápido, minimizando o aquecimento do dispositivo," acrescentou Sikdar.

Se esta última possibilidade - a substituição das interconexões de cobre pela luz - se mostrar realmente factível, as nanoantenas entram prontamente no páreo para viabilizar os processadores fotônicos.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Sintomas bizarros de “ataque sônico” estariam se espalhando por diplomatas americanos pelo mundo

Por: Rhett Jones

Por mais de um ano e meio, diplomatas norte-americanos sofreram de doenças parecidas, que incluíam danos cerebrais leves e perda de audição, depois de terem alegado ouvir sons incomuns. Os incidentes começaram em Cuba, mas os relatos agora se espalharam para outros países. À medida que as autoridades ampliaram os esforços para tratar os casos potenciais, quase 200 pessoas teriam se apresentado para serem examinadas.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos teve pouco a dizer sobre os incidentes que começaram em Havana, no fim de 2016, e o vácuo de informações abriu as portas para teorias da conspiração e outras alegações não checadas. Por ora, ninguém pode dizer com certeza o que está acontecendo nesses casos, mas parece que diplomatas norte-americanos estão sendo alvos de algum tipo de ataque que tem deixado os especialistas perplexos. No começo, os oficiais acreditavam que algum “dispositivo sônico” desconhecido estivesse sendo usado contra as vítimas, mas outra…