Pular para o conteúdo principal

Uri Geller e o metal de Roswell com memória



Uri Geller foi objeto de uma série de experimentos dentro do Centro Naval de Armamentos de Superfície, em 29 de outubro de 1973 e outubro de 1974, com a intenção de estudar suas ‘forças psíquicas’. O gerente do projeto foi o Dr. Eldon Byrd. Um teste foi conduzido com uma material metálico de última geração, o NITINOL.
Curiosamente, de acordo com um documento oficial que foi desclassificado em 2009 (FOIA), da Força Aérea (EUA) Wright-Patterson, e segundo a maioria dos pesquisadores, em 1949 foram enviados destroços encontrados em Roswell ao ‘Battelle Memorial Institute‘, que é uma instituição privada para o estudo científico de tecnologia, pesquisa e desenvolvimento de materiais com memória molecular…
Os experimentos com o nitinol sob ‘influência psíquica’ teriam sido conduzidos numa área do Escritório de Pesquisa Naval (sigla em inglês – ONR), envolvendo cientistas como Fred Wang e Howard Cross. Anos mais tarde, o Comandante George Hoover confirmou que a Marinha dos EUA tinha estado se dedicando à engenharia reversa, usando para tal o material obtido em Roswell. Ele também disse que foram realizados experimentos em pesquisa psíquica, que foram colaborados pelo Dr. Fred Wang e também um outro experimento envolvendo o Dr. Howard Cross, que participou na década de 1950 da investigação oficial de OVNIs do governo dos EUA.
Numa entrevista em 1990, o General Arthur Exon, que serviu em 1960 na Força Aérea Wright-Patterson, confirmou a existência de relatórios confidenciais sobre o metal de Roswell. Exon disse estar ciente de alguns detalhes sobre a composição dos restos do OVNI e de uma variedade de testes que neles eram conduzidos, e que tal pesquisa resultou no nitinol. Além disso, Elroy John Center, outro envolvido no desenvolvimento de nitinol, mas que aparece nos títulos de um documento desclassificado, disse em 1992 que na década de 1960 trabalhou nos restos de um acidente com OVNI em Roswell…

Uri Geller, após 41 anos, relembra os estranhos eventos que ocorreram no Centro Naval de Armamentos de Superfície. O famoso mentalista lembra da participação de pelo menos dois cientistas que acompanharam o Dr. Eldon Byrd e que um deles tinha um nome oriental. Sobre o nitinol, Byrd disse que “se trata de uma tecnologia de espaçonave, algum tipo de tecnologia extraterrestre“… para a surpresa de Geller, que não acreditava completamente nesta informação, Byrd adiciona: “esta tecnologia foi encontrada em uma espaçonave.” Uri Geller disse que eles não contaram toda a verdade sobre uma série de experimentos conduzidos naquele dia, e talvez a CIA estivesse envolvida. Entre os intervalos das perguntas a ele apresentadas, Geller perguntou se era possível “voar uma espaçonave com a força da mente“… E aparentemente, de acordo com alguns pesquisadores, os militares estavam fascinados com a possibilidade de que a tripulação do OVNI de Roswell podia controlar alguns aparelhos da nave com suas mentes…
Uri Geller sabia que o NITINOL estava sendo desenvolvido pelo Battelle Memorial Institute.


Folha de nitinol.

FONTE: ufocon.blogspot.co.uk via Ovni Hoje

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Sintomas bizarros de “ataque sônico” estariam se espalhando por diplomatas americanos pelo mundo

Por: Rhett Jones

Por mais de um ano e meio, diplomatas norte-americanos sofreram de doenças parecidas, que incluíam danos cerebrais leves e perda de audição, depois de terem alegado ouvir sons incomuns. Os incidentes começaram em Cuba, mas os relatos agora se espalharam para outros países. À medida que as autoridades ampliaram os esforços para tratar os casos potenciais, quase 200 pessoas teriam se apresentado para serem examinadas.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos teve pouco a dizer sobre os incidentes que começaram em Havana, no fim de 2016, e o vácuo de informações abriu as portas para teorias da conspiração e outras alegações não checadas. Por ora, ninguém pode dizer com certeza o que está acontecendo nesses casos, mas parece que diplomatas norte-americanos estão sendo alvos de algum tipo de ataque que tem deixado os especialistas perplexos. No começo, os oficiais acreditavam que algum “dispositivo sônico” desconhecido estivesse sendo usado contra as vítimas, mas outra…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…