Pular para o conteúdo principal

Vós sois deuses: Fusão nuclear a laser está a um passo de criar miniestrela


A força conjunta dos 192 lasers dispara 1,8 megajoule de energia e 500 terawatts de potência.[Imagem: Damien Jemison/LLNL]

Motor não dá partida

Imagine girar a chave do seu carro em uma manhã fria - o motor gira, gira, mas não pega.

É mais ou menos isso o que cientistas do laboratório NIF (National Ignition Facility), nos Estados Unidos, afirmam estar acontecendo com seu projeto de criar uma reação de fusão nuclear autossustentada.

Se o resultado ainda parece ruim, é necessário levar em consideração que esse é o primeiro "motor de fusão nuclear", ou seja, os cientistas e engenheiros estão tendo que descobrir como é que se faz um e ajustar todos os parâmetros para que ele funcione.

Assim, girar até quase "pegar" é um grande progresso.

A fusão nuclear a laser é uma das abordagens para tentar criar uma fonte de energia limpa imitando o que acontece nas estrelas - há um outro projeto com o mesmo princípio usando 60 raios laser.

"Fazer o motor pegar", no caso da ignição da fusão nuclear, significa atingir o ponto no qual a reação de fusão produz mais energia do que é necessário para iniciá-la.

Ignição da fusão nuclear

O experimento consiste em disparar 192 feixes de raios de laser simultaneamente em uma pequena cápsula chamada hohlraum, uma junção das palavras em alemão para "sala oca".

A cápsula é oca, mas contém em seu interior, do tamanho de uma esfera de caneta, os isótopos de hidrogênio deutério e trício, o combustível para a fusão nuclear.

A força conjunta dos 192 lasers dispara 1,8 megajoule de energia e 500 terawatts de potência. Isto é 1.000 vezes mais do que toda a energia usada em um determinado momento nos EUA - ressaltando-se que o pulso dura apenas uma fração de segundo.

Durante o disparo, o hohlraum vira um forno de raios X, criando condições de temperatura e pressão similares às encontradas no núcleo do Sol, fazendo a cápsula de deutério e trício implodir imediatamente.

A ideia é que os isótopos de hidrogênio se fundam, dando início à reação de fusão nuclear, que produzirá energia sem gerar resíduos.

Parece estar faltando pouco.

"O NIF já atendeu a várias das exigências que se acredita serem necessárias para alcançar a ignição - uma intensidade suficiente de raios X no hohlraum, aplicação precisa da energia no alvo e níveis desejados de compressão," explica John Edwards, membro da equipe.

"Mas pelo menos um obstáculo ainda precisa ser superado: a quebra prematura da cápsula," completa ele.


A cápsula com o combustível para a fusão nuclear tem 2 milímetros de diâmetro, e fica no interior de um dispositivo conhecido como "sala oca" (hohlraum). [Imagem: LLNL]

Problemas no carburador

A análise dos dados mostrou duas possíveis causas para o problema.

A primeira é que a superfície da cápsula poderia não ser homogênea o suficiente, sendo mais grossa em alguns pontos e mais fina em outros, e esses pontos fracos fariam com que ela se quebrasse antes do previsto.

Outra possibilidade é que o combustível deutério-trício estaria se misturando muito, gerando uma instabilidade hidrodinâmica que sufoca o processo de ignição.

Os pesquisadores afirmam que estão trabalhando nas duas hipóteses, tentando melhorar a qualidade da cápsula e afinar a mistura do combustível.

Eles vão tentar novamente girar a chave do seu "motor de fusão nuclear" tão logo estejam satisfeitos com as modificações.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA


UFOS WILSON: NÃO PODERIA ASSIM TER SURGIDO NOSSO UNIVERSO? TIREM SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…