Pular para o conteúdo principal

Veja como seria a Terra se observada por um alienígena em um mundo distante


Imagem: Divulgação/S. Fan

Por Daniele Cavalcante

Apenas nos últimos dez anos, os astrônomos descobriram mais de 4.000 exoplanetas até então desconhecidos. Nós, seres humanos, apontamos telescópios para esses mundos, e tentamos decifrar suas condições atmosféricas, superfícies e as possibilidades de abrigarem vida. Normalmente, vemos apenas a sombra do planeta ao passar na frente de sua estrela, e a visão que temos não é nem um pouco precisa. Mas e em uma situação inversa? Como será que um astrônomo alienígena de desses planetas enxergariam a Terra, se olhasse para cá?

Usando dados de vários comprimentos de onda da Terra, uma equipe de cientistas do Caltech criou um mapa mostrando como seria a Terra para observadores alienígenas de mundos distantes. Este é mais um estudo interessante que pode ajudar os pesquisadores a saber o que procurar quando estiverem olhando para o espaço em busca de planetas parecidos com a Terra e potencialmente habitados.

Intitulado Earth as an Exoplanet: A Two-dimensional Alien Map (“A Terra como um Exoplaneta: Um Mapa Alienígena Bidimensional”, em tradução livre), o estudo foi publicado recentemente na revista Science Mag e é liderado por Siteng Fan. Também conta com vários pesquisadores do Division of Geological and Planetary Sciences (que faz parte do Caltech) e do Jet Propulsion Laboratory da NASA.

O método para procurar exoplanetas potencialmente habitáveis fora do Sistema Solar é a abordagem indireta, já que não podemos observar estes mundos distantes diretamente. Por isso, os cientistas procuram por características que indicam como o planeta é "parecido com a Terra". Para Fan, “os estudos atuais sobre exoplanetas não descobriram quais são os requisitos mínimos para a habitabilidade”. Ele afirma que, embora alguns critérios tenham sido propostos, ainda não se sabe se eles são suficientes. Além disso, as técnicas atuais de observação não são boas o suficiente para provar que esses critérios são corretos.

Então, a proposta de Fan é usar a Terra mais uma vez como modelo de planeta habitado (já que é o único que conhecemos com certeza científica) e criar um mapa que mostra como nosso mundo seria visto à distância por telescópios equivalentes aos nossos. "Estudar como a Terra se pareceria aos observadores distantes nos daria a direção de como encontrar potenciais exoplanetas habitáveis", disse.

Transformando a Terra em um exoplaneta
Para determinar como seria a Terra para observadores alienígenas, a equipe compilou quase 10 mil imagens do nosso planeta capturadas pelo satélite Deep Space Climate Observatory (DSCOVR) da NASA. As imagens foram tiradas a cada 68 a 110 minutos durante um período de dois anos (2016 e 2017), capturando a luz refletida da atmosfera em dez comprimentos de onda.

Então, Fan e seus colegas combinaram as imagens para formar um espectro de reflexão (ou seja, o gráfico da reflexão em função do comprimento de onda) que foi finalmente combinado ao disco da Terra. Isso reproduziu a aparência da Terra para um observador a muitos anos-luz de distância, se ele observasse a Terra por um período de dois anos.

Depois, a equipe analisou as curvas resultantes e comparou com as imagens originais, para descobrir quais parâmetros das curvas representavam a terra e quais registravam as nuvens. Então, eles escolheram os parâmetros que mais se aproximavam da área terrestre e o ajustaram à rotação de 24 horas do planeta, o que finalmente resultou no mapa 2D abaixo, representando a aparência da curva de luz da Terra a anos-luz de distância.



As linhas pretas correspondem aproximadamente às costas dos principais continentes. A cor verde é uma representação quase irreconhecível da África (centro), Ásia (canto superior direito), América do Norte e do Sul (esquerda) e Antártica (abaixo). No meio, estão os oceanos, com as partes mais rasas indicadas em vermelho e as mais profundas em azul.

“A análise de curvas de luz neste trabalho tem implicações para determinação das características geológicas e sistemas climáticos no exoplaneta. Descobrimos que a variação da curva de luz da Terra é dominada por nuvens e terra/oceano, que são cruciais para a vida na Terra. Portanto, é mais provável que exoplanetas semelhantes à Terra, que possuam esse tipo de característica, hospedem vida”, concluiu Fan.

FONTE: Universe Today via canaltech.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…