Pular para o conteúdo principal

Cientistas querem descobrir se existe um universo paralelo que espelha o nosso



Por Patrícia Gnipper

Aviso: este texto pode dar um nó na sua mente. É que cientistas do Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos Estados Unidos, estão trabalhando para criar um portal que nos permitiria vislumbrar um universo paralelo idêntico ao nosso — só que "do avesso".

Este "Mundo Invertido" da vida real, de acordo com a teoria, seria um espelho do nosso universo, contendo planetas e, possivelmente, vida. A cientista e física por trás do projeto se chama Leah Broussard, com a equipe esperando completar o equipamento para testar a ideia "maluca" ainda em 2019.

Apesar de o assunto soar como roteiro de Stranger Things ou lembrar alguns episódios de Star Trek, um universo paralelo espelhado ao nosso é uma ideia que tem sido repetidamente sugerida por físicos como um meio de tentar explicar resultados anômalos em suas pesquisas. Contudo, até agora não há nenhuma prova concreta de que tal universo digno de ficção científica seja real.


Leah Broussard estuda partículas subatômicas no Laboratório Nacional de Oak Ridge, onde ela estará procurando matéria espelhada neste verão. Genevieve Martin / Laboratório Nacional de Oak Ridge / Departamento de Energia dos EUA

Esses resultados anômalos datam da década de 1990, quando físicos mediram o tempo que partículas de nêutron demoravam para se decompor em prótons ao serem removidas do núcleo de um átomo. Foram feitos dois experimentos separados em que viram os nêutrons se quebrarem em taxas diferentes, em vez de se decomporem e se tornarem prótons exatamente na mesma velocidade — o que era o esperado.

Em um dos estudos, os nêutrons livres foram capturados por campos magnéticos e então agrupados em armadilhas de laboratório; no outro, foram detectados pelo aparecimento de partículas de prótons de um reator nuclear. Essas partículas, no reator, viveram nove segundos a mais do que as partículas armazenadas nas armadilhas.

Então, a existência de um universo espelhado ofereceria uma explicação plausível: haveria duas vidas separadas de nêutrons, e seria possível que 1% deles fossem capazes de cruzar a divisão entre a nossa realidade e o mundo espelhado antes de cruzar de volta e emitir um próton detectável.

Sendo assim, o novo experimento de 2019 vai disparar um feixe de nêutrons em uma parede impenetrável. Do outro lado dessa parede, haverá um detector de nêutrons, e espera-se que ele não detecte absolutamente nada. Mas caso ele registre a presença de nêutrons, a teoria é de que eles podem ter atravessado a parede enquanto oscilavam entre o nosso universo e o espelhado.

Broussard garante que "somente aqueles que podem oscilar e voltar ao nosso universo poderão ser detectados". Além disso, ela e sua equipe também montarão campos magnéticos em ambos os lados da parede em questão, podendo alterar sua força. É esperado que forças, como a magnética, sejam capazes de ajudar na oscilação das partículas.

FONTE: NBC News via canaltech.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…