Pular para o conteúdo principal

Cientistas querem descobrir se existe um universo paralelo que espelha o nosso



Por Patrícia Gnipper

Aviso: este texto pode dar um nó na sua mente. É que cientistas do Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos Estados Unidos, estão trabalhando para criar um portal que nos permitiria vislumbrar um universo paralelo idêntico ao nosso — só que "do avesso".

Este "Mundo Invertido" da vida real, de acordo com a teoria, seria um espelho do nosso universo, contendo planetas e, possivelmente, vida. A cientista e física por trás do projeto se chama Leah Broussard, com a equipe esperando completar o equipamento para testar a ideia "maluca" ainda em 2019.

Apesar de o assunto soar como roteiro de Stranger Things ou lembrar alguns episódios de Star Trek, um universo paralelo espelhado ao nosso é uma ideia que tem sido repetidamente sugerida por físicos como um meio de tentar explicar resultados anômalos em suas pesquisas. Contudo, até agora não há nenhuma prova concreta de que tal universo digno de ficção científica seja real.


Leah Broussard estuda partículas subatômicas no Laboratório Nacional de Oak Ridge, onde ela estará procurando matéria espelhada neste verão. Genevieve Martin / Laboratório Nacional de Oak Ridge / Departamento de Energia dos EUA

Esses resultados anômalos datam da década de 1990, quando físicos mediram o tempo que partículas de nêutron demoravam para se decompor em prótons ao serem removidas do núcleo de um átomo. Foram feitos dois experimentos separados em que viram os nêutrons se quebrarem em taxas diferentes, em vez de se decomporem e se tornarem prótons exatamente na mesma velocidade — o que era o esperado.

Em um dos estudos, os nêutrons livres foram capturados por campos magnéticos e então agrupados em armadilhas de laboratório; no outro, foram detectados pelo aparecimento de partículas de prótons de um reator nuclear. Essas partículas, no reator, viveram nove segundos a mais do que as partículas armazenadas nas armadilhas.

Então, a existência de um universo espelhado ofereceria uma explicação plausível: haveria duas vidas separadas de nêutrons, e seria possível que 1% deles fossem capazes de cruzar a divisão entre a nossa realidade e o mundo espelhado antes de cruzar de volta e emitir um próton detectável.

Sendo assim, o novo experimento de 2019 vai disparar um feixe de nêutrons em uma parede impenetrável. Do outro lado dessa parede, haverá um detector de nêutrons, e espera-se que ele não detecte absolutamente nada. Mas caso ele registre a presença de nêutrons, a teoria é de que eles podem ter atravessado a parede enquanto oscilavam entre o nosso universo e o espelhado.

Broussard garante que "somente aqueles que podem oscilar e voltar ao nosso universo poderão ser detectados". Além disso, ela e sua equipe também montarão campos magnéticos em ambos os lados da parede em questão, podendo alterar sua força. É esperado que forças, como a magnética, sejam capazes de ajudar na oscilação das partículas.

FONTE: NBC News via canaltech.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…