Pular para o conteúdo principal

Geoengenharia pioraria o clima e não poderia ser interrompida

Uma das propostas dos defensores da geoengenharia é criar "vulcões artificiais", lançando partículas na atmosfera que reduzam a intensidade da luz solar que chega ao solo.[Imagem: Alexander Belousov]

Tiro pela culatra: na Terra inteira

Apesar das várias demonstrações de que a geoengenharia não seria a solução para as mudanças climáticas e que essas manipulações do clima seriam irracionais e irresponsáveis, muitos cientistas continuam insistindo no conceito, mesmo reconhecendo que a ciência está muito longe de conhecer todos os fatores envolvidos no clima.

E parece que a geoengenharia pode ser uma armadilha pior do que se pensava, não causando problemas apenas quando começasse: Uma vez começada, ela não poderia ser interrompida abruptamente mesmo se causasse problemas.

"Se a geoengenharia for interrompida abruptamente, seria devastador, então você teria que ter certeza de que ela poderia ser interrompida gradualmente, e é fácil pensar em cenários que impedirão isso," alerta o professor Alan Robock, da Universidade Rutgers, nos EUA.

Manipulação do clima

Um dos experimentos de geoengenharia preferido de alguns cientistas e climatologistas consistiria em criar uma nuvem de ácido sulfúrico na atmosfera superior tão grande quanto as que são geradas por grandes erupções vulcânicas. A nuvem, que seria criada fazendo aviões pulverizarem dióxido de enxofre na alta atmosfera, refletiria a radiação solar, ajudando a esfriar o planeta. O processo teria que ser feito continuamente para manter a nuvem porque ela duraria apenas cerca de um ano se a pulverização parasse.

Robock e seus colegas estudaram esse caso usando um cenário global em que a nuvem de fato gerasse um resfriamento moderado e analisaram o impacto na terra e no oceano se o processo fosse interrompido de repente.

Eles assumiram que os aviões pulverizariam 5 milhões de toneladas de dióxido de enxofre por ano na atmosfera superior na altura do Equador, de 2020 a 2070. Isso seria o equivalente anual a cerca de um quarto do dióxido de enxofre ejetado durante a erupção do Monte Pinatubo, nas Filipinas, em 1991 - que, a propósito, não foi capaz de interromper a tendência de aquecimento global. Apesar disso, a expectativa dos defensores da geoengenharia é que essa manipulação do clima poderia reduzir a temperatura global em cerca de 1 grau Celsius.

Aquecimento 10 vezes mais rápido

A conclusão da equipe de Robock, contudo, é que, se for simplesmente interrompido em um determinado ano, esse mecanismo de geoengenharia levaria a um aquecimento rápido - 10 vezes mais rápido do que se a geoengenharia não tivesse sido feita, conta Robock.

O impacto seria drástico porque os organismos animais e vegetais teriam que se ajustar para sobreviver com essa variação abrupta e acelerada de temperatura e de ritmo e intensidade das chuvas.

"Em muitos casos, você precisaria seguir numa direção para obter a mesma temperatura, mas numa direção diferente para obter a mesma precipitação," explica Robock. "Alguns animais podem se mover e alguns não podem. As plantas, é claro, não podem se mover de jeito nenhum."

Por exemplo, os parques nacionais, florestas e refúgios de vida selvagem servem como santuários para animais, plantas e outros organismos. Mas se forem forçados a se mover em razão de uma variação de temperatura e ritmo de chuvas tão rápido, ainda que possam se mover rápido o suficiente, provavelmente não conseguirão encontrar lugares similares com comida suficiente para sobreviver.

Seca devastadora na Amazônia

Outro efeito colateral que a equipe constatou se a geoengenharia começar do jeito que está sendo planejada seria um aquecimento da superfície do oceano Pacífico tropical - pelo fenômeno El Niño - que causaria uma seca devastadora na Amazônia.

Esse resultado é compatível com outros estudos que mostraram que a geoengenharia pode transformar o aquecimento global em seca global, reduzindo drasticamente as chuvas na Terra e até mesmo destruindo o azul do céu.

Bibliografia:

Potentially dangerous consequences for biodiversity of solar geoengineering implementation and termination
Christopher H. Trisos, Giuseppe Amatulli, Jessica Gurevitch, Alan Robock, Lili Xia, Brian Zambri
Nature Ecology & Evolution
DOI: 10.1038/s41559-017-0431-0

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…