Pular para o conteúdo principal

Criada página no Facebook em homenagem a Claudeir Covo


Claudeir Covo diante do Comdabra em Brasília, durante a história reunião da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) com os militares em maio de 2005

Iniciativa de sua filha Cinthya Covo, página na rede social celebra a vida e carreira de um dos maiores pesquisadores da Ufologia Brasileira e Mundial

O legado de Claudeir Covo para a Ufologia Brasileira é absolutamente inestimável. Lamentavelmente falecido em 05 de maio de 2012, o pesquisador influenciou gerações de ufólogos, que escolheram iniciar um trabalho na Ufologia inspirados em seu exemplo de seriedade, racionalidade e excepcional trato científico da questão ufológica. Mesmo hoje, passados mais de três anos, o nome de Claudeir Covo continua a ser lembrado, mesmo por leigos no assunto, quando se fala em pesquisa de discos voadores.

Não houve assunto na Ufologia que Claudeir não explorasse, deixando sempre a marca do extraordinário e dedicado pesquisador que era. Jamais teve qualquer inibição em tratar mesmo casos considerados consagrados, como quando revisitou o Caso Barra da Tijuca, publicado na revista O Cruzeiro em 17 de maio de 1952. Visitando décadas depois a mesma região no mesmo dia do ano em que as fotos do suposto UFO foram obtidas, comprovou além de qualquer dúvida que infelizmente, como dizia, a história da Ufologia brasileira havia começado com uma fraude. Com o comprovado método científico, deixou claro que o suposto disco voador das fotos publicadas na revista O Cruzeiro não passava de um modelo, com as sombras incoerentes que exibia evidenciando se tratar de uma montagem.

Claudeir nunca se furtou de uma das grandes responsabilidades do ufólogo, denunciar implacavelmente as fraudes e os falsificadores que, infelizmente, continuam a infestar a pesquisa ufológica. Quando a Ufologia foi invadida por filmagens do que se dizia eram estranhos seres chamados de rods, ele novamente realizou uma pesquisa metódica e científica, em uma casa de campo de sua propriedade. O resultado: fotos idênticas àquelas apontadas pelos defensores dos rods como genuínas, mas que na verdade eram de insetos. Até mesmo uma contraprova o grande professor da Ufologia Brasileira propôs, gravar imagens com a utilização de uma câmera filmadora normal e outra de alta velocidade para flagrar os pretensos rods. Anos depois o canal History Channel fez exatamente isso, em um dos episódios da série Monsterquest, descobrindo o que Claudeir, sem qualquer surpresa para quem o conhecia, já sabia: os rods não passam de insetos.

EXEMPLO DE SERIEDADE CELEBRADO PELA UFOLOGIA BRASILEIRA


Claudeir sempre primou pela análise científica dos UFOs

Na segunda metade dos anos 90, fizeram incrível sucesso as reuniões organizadas por Claudeir em uma ampla casa na zona sul de São Paulo, sempre dentro das atividades de seu grupo Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA). Em uma época quando a internet ainda não estava muito disseminada, essas reuniões, sempre na última sexta-feira do mês, eram concorridíssimas. Todos quantos tiveram o privilégio de participar destas puderam conferir em primeira mão algumas das maiores novidades da então efervescente Ufologia Brasileira, com Claudeir apresentando informações recém obtidas sobre o Caso Varginha, a Operação Prato e muitas outras ocorrências. Foi em uma dessas reuniões que foi pela primeira vez exibido em público o extraordinário filme da sonda de Capão Redondo, um caso magistralmente pesquisado por Claudeir e por Ricardo Varela, seu amigo e parceiro de longos anos de pesquisa.

Claudeir Covo participou da pesquisa dos mais importantes casos da Ufologia Brasileira, como a Noite Oficial dos UFOs no Brasil, o Caso Varginha, e muitos outros. Por sinal o nome Noite Oficial para os extraordinários eventos de 19 e 20 de maio de 1986 foi criação dele. Além disso, o pequeno texto descrevendo essa importantíssima parte da história da Ufologia Brasileira no documento Melhor Evidência Disponível, elaborado nos anos 90, foi baseado em um artigo de Claudeir a respeito. Por isso, para manter sempre vivo esse legado importantíssimo de conhecimento, ética e seriedade na pesquisa científica do Fenômeno UFO sua filha, Cinthya Covo, criou a página Fenômenos Aeroespaciais Claudeir Covo no Facebook. Ali, têm sido publicados regularmente vídeos, textos, reportagens, artigos e muitos outros elementos da incomparável carreira de pesquisas desse grande mestre da Ufologia Brasileira. Com seu profissionalismo, seriedade, e intransigente utilização do método científico, Claudeir Covo influencia ainda hoje um grande número de ufólogos brasileiros, que prosseguirão sua atuação sempre mirando no legado e no exemplo inesquecíveis de Claudeir Covo.

Aulas de como proceder numa investigação ufológica:






Claudeir Covo sobre o caso Varginha



Antigo programa Canal Livre, "Programa Livre" 1990 (Caso Tiago Machado)




Visite a página Fenômenos Aeroespaciais Claudeir Covo


FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…