Pular para o conteúdo principal

Astrônomos encontram uma estrela quase tão velha quanto o próprio Universo



POR SALVADOR NOGUEIRA

Um grupo de astrônomos no Brasil e nos Estados Unidos descobriu uma estrela quase tão velha quanto o próprio Universo, e o achado pode trazer pistas importantes sobre a infância do cosmos.

“A estrela deve ter pelo menos 13 bilhões de anos, sendo certamente uma das primeiras estrelas da Via Láctea”, afirma Jorge Meléndez, astrônomo da USP (Universidade de São Paulo) e primeiro autor do trabalho, recém-publicado no periódico “Astronomy & Astrophysics”. A idade do Universo é estimada atualmente em 13,8 bilhões de anos.

O astro, localizado a cerca de 2.500 anos-luz de distância, foi caracterizado a partir de estudos realizados com os telescópios NTT e VLT, ambos pertencentes ao ESO (Observatório Europeu do Sul), no Chile. E seu nome é intragável: 2MASS J18082002-5104378. Mas a estrela se mostrou tudo, menos ordinária.


Uma imagem de contexto da estrela, localizada a cerca de 2.500 anos-luz da Terra. (Crédito: ESO)

Sua idade avançada foi denunciada pela baixa presença de elementos químicos pesados em sua composição. Como se sabe, o Big Bang — evento expansivo que deu origem ao Universo como nós o conhecemos — só produziu os três elementos mais simples: hidrogênio, hélio e lítio. O resto da tabela periódica só seria fabricado mais tarde, no coração das primeiras estrelas. Quando elas concluíram suas vidas e detonaram como supernovas, acabaram poluindo nebulosas vizinhas com elementos pesados, como carbono, oxigênio, nitrogênio e ferro. Dessas nuvens de gás, nasceria a geração seguinte de estrelas.

“Essa nossa estrela certamente não é da primeira geração, pois tem metais em sua composição”, disse Meléndez. “Porém, pela metalicidade, ela deve ter se formado cedo na história da galáxia.” Para que se tenha uma ideia, a estrela investigada pelos cientistas tem menos de um décimo de milésimo da quantidade de ferro presente no Sol, uma estrela de meia-idade formada há 4,6 bilhões de anos.

CAÇADA CÓSMICA
A descoberta não foi acidental: ela fez parte de um projeto para encontrar as estrelas mais brilhantes que fossem ultrapobres em metais da Via Láctea. A ideia era identificar astros que pudessem iluminar o passado químico da galáxia (e, por consequência, do Universo) e que fossem suficientemente luminosos para poder ser estudados em detalhes por meio de sua assinatura de luz, o chamado espectro.

O esforço valeu a pena, e a 2MASS J1808-5104 (sim, até mesmo os astrônomos acham o nome tão intragável que o abreviam após a primeira menção!) se revelou a mais brilhante de todas as estrelas ultrapobres em metais conhecidas até hoje.

Não são muitas as que se enquadram nessa mesma categoria. “Apenas uma dúzia dessas estrelas e, entre as ultrapobres em metais, a nossa é a mais brilhante, ou seja, a que pode ser estudada em mais detalhes”, comemora Meléndez. “Já estamos começando a estudar a viabilidade de a estrela ser observada com o Hubble, para obter um espectro no ultravioleta e estudar mais elementos químicos [em sua composição].”

A esperança é de que estudos posteriores da estrela, que é apenas ligeiramente menor do que o Sol (com 88% de sua massa) e está agora chegando à fase final de sua vida, começando a se tornar uma gigante vermelha, ajudem os astrônomos a investigar como se dava a formação de estrelas numa época em que o Universo e a nossa galáxia estavam apenas engatinhando.



FONTE: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…