Pular para o conteúdo principal

UFOs apareceram em Bentwaters meses antes de caso principal


Mais testemunhos continuam a aparecer sobre o Caso Rendlesham, o mais importante ocorrido em solo britânico

Nova testemunha afirma ter observado objeto não identificado pairar sobre aeronaves estacionadas, e também marcas de pouso na Floresta de Rendlesham dias antes de famoso caso

O pesquisador Robert Hastings é considerado o principal especialista em casos envolvendo aparecimento de UFOs sobre instalações nucleares e bases militares. Em sua carreira ocupa lugar de destaque uma das mais importantes ocorrências de todos os tempos, o Caso Bentwaters, também conhecido como Caso da Floresta de Rendlesham. Acontecido entre 26 e 27 de dezembro de 1980, é considerado o principal avistamento em solo britânico, protagonizado por oficiais norte-americanos liderados pelo então coronel Charles Halt.

Robert Hastings acaba de divulgar que entrevistou, em setembro passado, um ex-oficial de segurança de Bentwaters chamado Steven D. Wagner. Ele afirma ter descoberto marcas supostamente feitas pelo trem de pouso de um objeto na Floresta de Rendlesham, dias antes do caso principal. Além disso, descreveu um avistamento acontecido em 15 de junho de 1980. Era um domingo, e naquela noite Wagner estava de guarda ao lado do também oficial Charles M. Campbell. Eles transitavam em um veículo, quando Wagner desceu próximo a edifícios de manutenção, nas proximidades da pista de pouso. Nesta, aeronaves de ataque ao solo modelo Fairchild Republic A-10 Thunderbolt II, conhecido também como Warthog, estavam estacionadas.

Wagner, nesse momento, percebeu luzes e foi investigar, chamando Campbell pelo rádio. Eles chamaram também uma equipe de segurança de resposta rápida, e a testemunha não sabe explicar por que demoraram para aparecer. O oficial descreve o que viu: "Uma esfera grande, vermelho-alaranjada, mais ou menos do tamanho de uma grande bola de praia. Ela se elevou por trás das árvores e avançou, sobrevoando os A-10 perfilados na pista de pouso. A coisa estava logo acima dos aviões, Charles e eu corremos, mas quando nos aproximamos o objeto se moveu além da cerca da pista com velocidade incrível. Em seguida subiu a uns 12 metros de altura, se dividiu em três orbs menores, e com um flash de luz muito forte desapareceu".

MARCAS DE POUSO

Quando a equipe chegou, Steven Wagner descreve que não viram nada, e ele mais tarde ficou preocupado com um programa de avaliação de pessoal que poderia prejudicar sua carreira militar. Entretanto, descreve que isso não foi um problema devido a ocorrência do Caso Bentwaters tempos depois. Ele e o oficial sênior Robert Beauchamp foram assinalados para a equipe de segurança na noite de 23 de dezembro de 1980, uma terça-feira, quando o guarda postado em uma área de estacionamento no portão leste da base os chamou. O militar dizia ter visto algo em meio à floresta. Wagner e Beauchamp foram investigar, e ele conta que viram em uma clareira de cerca de nove metros de diâmetro vários galhos espalhados pelo chão, como se tivessem sido cortados das árvores, e no centro de tudo três depressões a cerca de 3,6 metros uma da outra, formando um triângulo.

Streven Wagner afirma que somente após a exibição do programa Unsolved Mysteries sobre o Caso Rendlesham, em 1991, soube que era o mesmo lugar onde Jim Penniston e John Burroughs afirmam ter visto o UFO pousado. Por sinal, na primeira noite do evento principal, ele estava na floresta cumprindo atividades normais. Afirma ter certeza ser o mesmo lugar após ter conversado com Charles Halt recentemente, que descreveu características dos arredores que Wagner conhecia bem. O militar ainda afirma que nem ele nem as outras testemunhas de 23 de dezembro jamais contaram a ninguém o que viram, nem discutiram entre si a respeito. Após analisar seu depoimento Robert Hastings, autor do livro Terra Vigiada da Coleção Biblioteca UFO, é de opinião de que os eventos na Base de Bentwaters e na Floresta de Rendlesham tiveram início dias antes, e a atividade ufológica sobre a base começou meses antes, conforme o relato de Steven Wagner.

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…