Pular para o conteúdo principal

UFOs apareceram em Bentwaters meses antes de caso principal


Mais testemunhos continuam a aparecer sobre o Caso Rendlesham, o mais importante ocorrido em solo britânico

Nova testemunha afirma ter observado objeto não identificado pairar sobre aeronaves estacionadas, e também marcas de pouso na Floresta de Rendlesham dias antes de famoso caso

O pesquisador Robert Hastings é considerado o principal especialista em casos envolvendo aparecimento de UFOs sobre instalações nucleares e bases militares. Em sua carreira ocupa lugar de destaque uma das mais importantes ocorrências de todos os tempos, o Caso Bentwaters, também conhecido como Caso da Floresta de Rendlesham. Acontecido entre 26 e 27 de dezembro de 1980, é considerado o principal avistamento em solo britânico, protagonizado por oficiais norte-americanos liderados pelo então coronel Charles Halt.

Robert Hastings acaba de divulgar que entrevistou, em setembro passado, um ex-oficial de segurança de Bentwaters chamado Steven D. Wagner. Ele afirma ter descoberto marcas supostamente feitas pelo trem de pouso de um objeto na Floresta de Rendlesham, dias antes do caso principal. Além disso, descreveu um avistamento acontecido em 15 de junho de 1980. Era um domingo, e naquela noite Wagner estava de guarda ao lado do também oficial Charles M. Campbell. Eles transitavam em um veículo, quando Wagner desceu próximo a edifícios de manutenção, nas proximidades da pista de pouso. Nesta, aeronaves de ataque ao solo modelo Fairchild Republic A-10 Thunderbolt II, conhecido também como Warthog, estavam estacionadas.

Wagner, nesse momento, percebeu luzes e foi investigar, chamando Campbell pelo rádio. Eles chamaram também uma equipe de segurança de resposta rápida, e a testemunha não sabe explicar por que demoraram para aparecer. O oficial descreve o que viu: "Uma esfera grande, vermelho-alaranjada, mais ou menos do tamanho de uma grande bola de praia. Ela se elevou por trás das árvores e avançou, sobrevoando os A-10 perfilados na pista de pouso. A coisa estava logo acima dos aviões, Charles e eu corremos, mas quando nos aproximamos o objeto se moveu além da cerca da pista com velocidade incrível. Em seguida subiu a uns 12 metros de altura, se dividiu em três orbs menores, e com um flash de luz muito forte desapareceu".

MARCAS DE POUSO

Quando a equipe chegou, Steven Wagner descreve que não viram nada, e ele mais tarde ficou preocupado com um programa de avaliação de pessoal que poderia prejudicar sua carreira militar. Entretanto, descreve que isso não foi um problema devido a ocorrência do Caso Bentwaters tempos depois. Ele e o oficial sênior Robert Beauchamp foram assinalados para a equipe de segurança na noite de 23 de dezembro de 1980, uma terça-feira, quando o guarda postado em uma área de estacionamento no portão leste da base os chamou. O militar dizia ter visto algo em meio à floresta. Wagner e Beauchamp foram investigar, e ele conta que viram em uma clareira de cerca de nove metros de diâmetro vários galhos espalhados pelo chão, como se tivessem sido cortados das árvores, e no centro de tudo três depressões a cerca de 3,6 metros uma da outra, formando um triângulo.

Streven Wagner afirma que somente após a exibição do programa Unsolved Mysteries sobre o Caso Rendlesham, em 1991, soube que era o mesmo lugar onde Jim Penniston e John Burroughs afirmam ter visto o UFO pousado. Por sinal, na primeira noite do evento principal, ele estava na floresta cumprindo atividades normais. Afirma ter certeza ser o mesmo lugar após ter conversado com Charles Halt recentemente, que descreveu características dos arredores que Wagner conhecia bem. O militar ainda afirma que nem ele nem as outras testemunhas de 23 de dezembro jamais contaram a ninguém o que viram, nem discutiram entre si a respeito. Após analisar seu depoimento Robert Hastings, autor do livro Terra Vigiada da Coleção Biblioteca UFO, é de opinião de que os eventos na Base de Bentwaters e na Floresta de Rendlesham tiveram início dias antes, e a atividade ufológica sobre a base começou meses antes, conforme o relato de Steven Wagner.

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…