Pular para o conteúdo principal

Começa a funcionar telescópio virtual do tamanho da Terra



Telescópio virtual

O supertelescópio ALMA, instalado no Chile, uniu-se a outros dois radiotelescópios situados na Europa e na América do Norte para formar um telescópio virtual com uma dimensão próxima à do tamanho da Terra.

Nessa conexão, conhecida como VLBI (sigla em inglês para interferometria de linha de base muito longa), os dados coletados por dois ou mais telescópios são combinados para formar um único telescópio virtual com um tamanho igual à distância geográfica entre os telescópios.

Os testes iniciais, efetuados entre o ALMA e os telescópios VLBA e IRAM, confirmaram a formação de um telescópio virtual quase do tamanho da Terra, com uma resolução extraordinária.

E estes testes são um passo essencial para a formação definitiva do EHT (Event Horizon Telescope), uma rede global de telescópios que operam nos comprimentos de onda milimétricos e que terá a capacidade de estudar com detalhes sem precedentes o buraco negro supermassivo que se encontra no centro da Via Láctea, uma região sobre a qual os astrônomos praticamente nada sabem.

O que é VLBI

A interferometria de linha de base muito longa (VLBI) é um tipo de interferometria astronômica utilizada em observações nas ondas de rádio, ou ondas milimétricas, ou seja, é parte da radioastronomia - a interferometria superpõe as ondas coletadas, usando suas interferências para extrair informações sobre as ondas individuais.

Com a técnica VLBI, um sinal captado de uma fonte astronômica emissora de ondas de rádio, como um quasar, é recebida por vários radiotelescópios situados em pontos diferentes.

A distância entre os radiotelescópios é então calculada usando a diferença de tempo entre a chegada do sinal de rádio em cada um dos telescópios.

Isto permite combinar as observações feitas pelos diversos radiotelescópios, emulando um telescópio com um tamanho igual à separação máxima entre os telescópios individuais.

O resultado são imagens com a mais alta resolução espacial que pode ser obtida dentre todos os comprimentos de onda usados nas observações em astronomia.

Telescópio do tamanho da Terra


Antena móvel do radiotelescópio ALMA, que sozinho já vinha fazendo descobertas revolucionárias. [Imagem: ESO/M. Marchesi]

O ALMA é o maior projeto astronômico atual, por si só um telescópio revolucionário, composto por uma rede 66 antenas móveis, que podem ser rearranjadas desde configurações super compactas, todas comprimidas em um espaço de 150 metros, até configurações nas quais as antenas se espalham por uma área de 15 quilômetros quadrados.

Para poder participar das observações VLBI, o ALMA teve que ser transformado em um tipo diferente de instrumento, conhecido por antenas de fase, que permite que as suas 66 antenas funcionem com uma única parabólica de 85 metros de diâmetro, que se torna então um dos elementos do muito maior telescópio VLBI.

Apenas o primeiro teste, realizado em janeiro deste ano, quando o ALMA foi ligado ao telescópio APEX, situado a apenas cerca de 2 quilômetros de distância do centro da rede ALMA, permitiu a observação astronômica mais precisa já feita até então.

Em março, ao ser ligado ao telescópio IRAM (Institut de Radioastronomie Millimetrique), situado no sul da Espanha, a resolução das imagens alcançou 34 microssegundos de arco, o que poderia ser comparado a observar um objeto de 10 centímetros na superfície da Lua - contudo, esta técnica não permite obter imagens diretas desse tipo, como fotografar resquícios da missão Apollo, por exemplo.

Agora, com a conexão ao VLBA (Very Long Baseline Array), uma rede de dez antenas espalhadas pelos Estados Unidos, desde o Havaí ao Mar do Caribe, foi possível formar um telescópio virtual quase do tamanho da Terra, que foi usado para observar o quasar 3C 454.3, uma das fontes de rádio mais brilhantes do céu, apesar de se encontrar a uma distância de 7,8 bilhões de anos-luz.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…