Pular para o conteúdo principal

Hubble descobre halo gigante em redor da Galáxia de Andrômeda


A Galáxia de Andrômeda, o nosso maior vizinho galáctico, tem um halo seis vezes maior e 1000 vezes mais massivo que o medido anteriormente.
Crédito: NASA, ESA e A. Feild (STScI)

Cientistas que usavam dados do Telescópio Espacial Hubble descobriram que o enorme halo de gás que envolve a Galáxia de Andrômeda, o nosso maior vizinho galáctico, é cerca de seis vezes maior e 1000 vezes mais massivo do que o medido anteriormente. O halo, escuro e quase invisível, estende-se cerca de um milhão de anos-luz para lá da sua galáxia hospedeira, a meio caminho da nossa própria Via Láctea. Esta descoberta promete contar aos astrônomos mais sobre a evolução e estrutura das majestosas espirais gigantes, um dos tipos mais comuns de galáxias no Universo.

"Os halos são as atmosferas gasosas das galáxias. De acordo com os modelos de formação galáctica, as propriedades destes halos gasosos controlam a taxa a que as estrelas se formam nas galáxias," explicou o investigador principal Nicolas Lehner da Universidade de Notre Dame, no estado americano de Indiana. Estima-se que o halo gigantesco contenha metade da massa das estrelas da própria Galáxia de Andrômeda, sob a forma de um gás quente e difuso. Se pudesse ser visto a olho nu, o halo teria 100 vezes o diâmetro da Lua Cheia no céu. Isto é o equivalente à área do céu coberta por duas bolas de basquetebol, seguradas à distância de um braço esticado.

A Galáxia de Andrômeda encontra-se a 2,5 milhões de anos-luz de distância e mede cerca de 6 vezes o diâmetro da Lua Cheia. É considerada quase como uma gémea da Via Láctea.

Tendo em conta que o gás no halo de Andrômeda é escuro, a equipa analisou objetos brilhantes de fundo através do gás e observou como a luz mudava. É um pouco como observar uma luz brilhante no fundo de uma piscina à noite. As "luzes" de fundo ideais para este estudo são os quasares, núcleos brilhantes e muito distantes de galáxias ativas alimentadas por buracos negros. A equipa usou 18 quasares que residem para lá de Andrômeda a fim de estudar como o material é distribuído para além do disco visível da galáxia. Os resultados foram publicados na edição de 4 de maio da revista The Astrophysical Journal.

Pesquisas anteriores do programa Halos com o instrumento COS do Hubble estudaram 44 galáxias distantes e descobriram halos como o de Andrômeda, mas nunca antes tinha sido observado um halo tão massivo numa galáxia vizinha. Dado que as galáxias anteriormente estudadas estavam muito mais longe, apareciam muito mais pequenas no céu. Apenas um quasar pôde ser detetado por trás de cada galáxia distante, fornecendo apenas um ponto de luz para mapear o tamanho e a estrutura do halo. Graças à proximidade à Terra e à sua correspondentemente grande "pegada" no céu, Andrômeda fornece uma amostra bastante mais ampla de quasares no plano de fundo.

"À medida que a luz dos quasares viaja na direção do Hubble, o gás do halo absorve parte dessa luz e torna o quasar um pouco mais escuro apenas numa gama muito pequena de comprimentos de onda," explica o co-investigador J. Christopher Howk, também de Notre Dame. "Ao medir a queda no brilho, podemos dizer quanto gás existe entre nós e esse quasar."

Os cientistas usaram a capacidade única do Hubble para estudar a radiação ultravioleta dos quasares. A radiação ultravioleta é absorvida pela atmosfera da Terra, o que torna difícil a observação com telescópios terrestres. A equipa utilizou 5 anos de observações guardadas nos arquivos do Hubble para realizar esta investigação. Muitas campanhas anteriores do Hubble usaram quasares para estudar gás a muito maiores distâncias que - mas na direção geral de - Andrômeda, por isso já existia este tesouro de dados.

Mas de onde é que veio o halo gigante? As simulações a larga escala de galáxias sugerem que o halo formou-se ao mesmo tempo que o resto de Andrômeda. A equipa também determinou que é rico em elementos muitos mais pesados que hidrogênio e hélio, e a única maneira de obter estes elementos pesados é na explosão de estrelas, um evento conhecido como supernova. As supernovas entram em erupção no disco galáctico de Andrômeda e expulsam violentamente estes elementos pesados para o espaço. Ao longo da vida de Andrômeda, quase metade de todos os elementos pesados produzidos pelas estrelas foram expulsos muito além do disco galáctico, que tem um diâmetro de 200.000 anos-luz.

O que é que isto significa para a nossa própria Galáxia? Tendo em conta que vivemos dentro da Via Láctea, os cientistas não conseguem determinar se tem (ou não) um halo igualmente tão massivo e extenso. Se a Via Láctea realmente possuir um halo semelhante, ambos podem já estar a tocar-se e a fundir-se quiescentemente muito antes da colisão entre as duas galáxias. As observações do Hubble indicam que Andrômeda e a Via Láctea vão fundir-se para formar uma galáxia elíptica gigante daqui a aproximadamente 4 bilhões de anos.

FONTE: ASTRONOMIA ONLINE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…