Pular para o conteúdo principal

Cientista propõe transmitir a internet para civilizações alienígenas


Antenas do programa SETI, desenvolvidas para captar sinais, mas não para enviar - DIVULGAÇÃO/SETI

O programa Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI) opera desde a década de 1960 com imensas antenas que rastreiam o cosmo em busca de sinais de vida alienígena inteligente. Agora, cientistas debatem a possibilidade de engajar a procura ativa, batizada como Messages to Extraterrestrial Intelligence (METI), que consiste no envio de mensagens ao espaço. A proposta é controversa, já que poderia indicar a localização do nosso planeta para civilizações hostis, mas alguns, como o astrônomo Seth Shostak, diretor do programa SETI, defendem até mesmo a transmissão dos conteúdos da internet.

Entre os opositores a essa abordagem está o físico Stephen Hawking. Em sua opinião, os humanos deveriam se manter em silêncio, porque as mensagens poderiam atrair ao nosso planeta forças hostis em busca de recursos.

— Se alienígenas nos visitarem, o resultado poderá ser o mesmo de quando Colombo desembarcou na América, o que não foi bom para os nativos — afirmou Hawking, ao falar sobre o tema em 2010.

Em longo artigo publicado no “New York Times”, Shostak tenta desconstruir esse temor. Segundo ele, enviar uma mensagem ao espaço seria como lançar uma garrafa com uma carta no oceano, algo que há alguns anos não seria tão controverso, mas que nos últimos dois anos se tornou uma preocupação real, pois “astrônomos descobriram dezenas de bilhões de planetas que poderiam abrigar vida em nossa galáxia. Consequentemente, acreditar que apenas a Terra teria desenvolvido inteligência é insistir que o nosso mundo seria palco de um milagre”.

Shostak relembra tentativas já feitas pela humanidade de enviar mensagens a seres de outros planetas. Na era vitoriana, cientistas usavam lanternas e incendiavam barris de óleo para tentar contatar marcianos. Nos anos 1970, a Nasa colocou mensagens nas espaçonaves Pioneer e Voyager, com informações sobre como os humanos eram e a localização da Terra. Já em 1974, um pictograma codificado foi transmitido para o espaço usando uma antena em Arecibo, Porto Rico.

Em iniciativas mais recentes, cientistas da Nasa fizeram em 2008 transmissões de rádio com músicas dos Beatles em direção à estrela Polaris, a 431 anos-luz de distância. No mesmo ano, mensagens publicitárias de Doritos foram enviadas na direção da constelação Ursa Maior.

— Quando a maioria das pessoas acreditava que alienígenas existiam apenas em Hollywood, a natureza idiossincrática dessas mensagens poderia ser facilmente descartada. Mas se a companhia cósmica é uma possibilidade legítima, não deveríamos oferecer algo mais edificante que músicas populares ou salgadinhos? — afirmou Shostak.

Nesse sentido, Shostak, que defende a busca ativa por vida extraterrestre, propõe o envio de informações mais completas sobre a humanidade, como a internet.


- Os extraterrestres inteligentes devem estar ao menos a dezenas de anos-luz de distância. Mesmo admitindo que a busca ativa provoque uma resposta, não seria uma conversa normal. O simples vai e vem das trocas levaria décadas. Isso sugere que nós devemos abandonar o formato “cartão de visitas” de sinalizações anteriores, e oferecer Big Data aos alienígenas — afirmou Shostak. — Por exemplo, nós poderíamos transmitir os conteúdos da internet. Um corpo tão grande, com seus textos, imagens, vídeos e sons, permitira que extraterrestres inteligentes pudessem decifrar muito sobre a nossa sociedade, e até formular questões que poderiam ser respondidas com o material em mãos. Um laser potente, que transmita os bits como uma fibra ótica, poderia lançar esses dados em poucos dias.

Contra os temerosos do envio dessas informações, Shostak argumenta que qualquer civilização extraterrestre que seja avançada o suficiente para nos ameaçar certamente possui antenas mais potentes que as nossas, instrumentos capazes de captar sinais de rádio e TV transmitidos pelo planeta desde a Segunda Guerra Mundial.

— Nós já estamos gritando na floresta, apesar de usarmos volume menor que um sinal deliberado. Mas as criaturas perigosas podem ter bons ouvidos — afirmou Shostak.

FONTE: http://oglobo.globo.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…