Pular para o conteúdo principal

Moléculas orgânicas prebióticas são encontradas no espaço


O metanol, uma das maiores moléculas orgânicas detectadas no espaço até hoje, foi encontrado em um disco a partir do qual deverão se formar planetas. [Imagem: ESO/M. Kornmesser]

Metanol no espaço

Duas observações astronômicas independentes trouxeram informações inéditas sobre a presença no espaço de compostos químicos associados com a vida.

O radiotelescópio ALMA, no Chile, identificou pela primeira vez o álcool metílico gasoso, ou metanol (CH3OH), em um disco protoplanetário.

O metanol, um derivado do metano, é uma das maiores moléculas orgânicas complexas detectadas no espaço até hoje. Identificar a sua presença em objetos preplanetários representa um marco importante na astroquímica, ajudando a compreender como é que as moléculas orgânicas são incorporadas nos planetas em nascimento.

Além disso, o metanol é ele próprio um bloco constituinte de espécies mais complexas de importância prebiótica fundamental, como os compostos dos aminoácidos. Por tudo isto, o metanol desempenha um papel vital na criação da química orgânica rica necessária à vida.

Enquanto outros compostos químicos detectados no espaço são formados apenas pela química de fase gasosa, ou então por uma combinação das fases gasosa e sólida, o metanol é um composto orgânico complexo, que é formado apenas na fase gelada, provavelmente através de reações na superfície de grãos de poeira - e não pelo simples choque e combinação de elementos mais simples no espaço.

O disco protoplanetário em torno da jovem estrela TW Hydrae, onde o metanol foi encontrado, é o disco mais próximo da Terra que se conhece, a uma distância de apenas 170 anos-luz, o que o torna um laboratório ideal para estudar os fenômenos associados com a vida no espaço. Além disso, ele assemelha-se bastante ao que os astrônomos acreditam que tenha sido o Sistema Solar durante a sua formação, há mais de 4 bilhões de anos.


As moléculas quirais foram encontradas perto do centro da Via Láctea. [Imagem: B. Saxton-NRAO/AUI/NSF-N.E. Kassim/SDSS]

Moléculas quirais no espaço

Já o telescópio GBT (Green Bank Telescope), nos EUA, flagrou nada menos do que uma molécula quiral no espaço.

Assim como as mãos humanas, certas moléculas orgânicas têm imagens espelhadas, ou seja, elas ocorrem em versões destras e canhotas - esta é a propriedade química conhecida como quiralidade. Como não se sobrepõem - assim como as mãos humanas - as duas versões da mesma molécula têm características diferentes.

O mais interessante em toda essa história é que a a vida tende a se basear em moléculas canhotas. Embora os cientistas ainda não saibam o porquê, o fato é que a quiralidade pode ser encontrada em toda a vida orgânica. Os aminoácidos, por exemplo, são sempre canhotos, enquanto os açúcares e o DNA são versões destras.

Agora os astrônomos encontraram a primeira molécula orgânica quiral no espaço, o óxido propileno (CH3CHOCH2), identificada próxima ao centro da nossa galáxia, em uma enorme região de formação de estrelas conhecida como Sagitário B2.

"Esta é a primeira molécula detectada no espaço interestelar que tem a propriedade da quiralidade, um avanço pioneiro em nosso entendimento de como as moléculas prebióticas são formadas no Universo e os efeitos que elas podem ter nas origens da vida," disse Brett McGuire, membro da equipe.

Assinaturas moleculares

Até agora, mais de 180 moléculas já foram detectadas no espaço. Conforme cada molécula vibra naturalmente no vácuo do meio interestelar, ela emite uma assinatura distinta, que aparece como uma série de picos no gráfico que representa o espectro de radiofrequências coletadas pelos radiotelescópios. Moléculas maiores e mais complexas têm uma assinatura mais complexa, tornando mais difícil detectá-las.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…