Pular para o conteúdo principal

UFO percorreu mais de 190 quilômetros em 8 segundos


Documentário de Robert Hastings apresenta novidades quanto ao Caso Rendlesham

Quem afirma são os controladores de voo da Base Aérea de Bentwaters, que pela primeira vez falam abertamente sobre famoso caso acontecido em 1980

O extraordinário documentário produzido por Robert Hastings, UFOs and Nukes: The Secret Link Revealed, começa a apresentar impressionantes revelações, sendo um bem-vindo alento à Ufologia Mundial. Uma das novidades é o depoimento de oficiais de controle de voo da Base Bentwaters da Real Força Aérea Britânica (RAF), que estavam de serviço durante o histórico incidente ali acontecido em 26 e 27 de dezembro de 1980, também conhecido como o Caso da Floresta de Rendlesham. No ponto culminante dos acontecimentos o próprio vice-comandante da base, tenente-coronel Charles Halt, saiu para investigar acompanhado por outros militares.

Bentwaters era então operada pela Força Aérea Norte-Americana (USAF) e nela era mantido o maior estoque de armas nucleares disponíveis na Europa na época. Halt e seus comandados observaram luzes desconhecidas em meio à floresta e pelo rádio receberam diversas comunicações informando que um UFO disparava raios de luz sobre o depósito de armas atômicas. Charles Halt escreveu um memorando, que ficou conhecido como Halt Memo e foi muitos anos depois liberado pela Lei de Liberdade de Informações, descrevendo todo o episódio. Sua gravação com a respectiva transcrição também estão disponíveis e comprovam a completa estranheza daqueles acontecimentos.

Mesmo assim, negadores sistemáticos insistiam que o episódio se tratava de meros meteoros, satélites ou o farol de Orfordness situado próximo à base. Contudo, em UFOs and Nukes: The Secret Link Revealed, Robert Hastings entrevista com exclusividade e pela primeira vez os controladores de voo que serviam na base na época. Um deles é Ike Barker, que disse: "Não era como qualquer alvo radar que eu já houvesse visto. Viajava em altíssima velocidade, passou sobre a torre de controle e então parou. Nunca vi nada que tivesse a manobrabilidade exibida por esse objeto. Tinha cor laranja e luzes, mas não de navegação. Pareciam janelas e ele pairou momentaneamente, reverteu o curso e fez o caminho de volta, sempre em alta velocidade".


Ike Barker

Jim Carey foi o outro controlador de voo entrevistado por Robert Hastings. Na época fazia parte do Esquadrão de Comunicações 2164, e disse ter observado quando o alvo no radar fez uma manobra em ângulo agudo e à direita, em alta velocidade, antes de deixar a área. Ele disse: "Era simplesmente fenomenal ver como aquilo ia rápido. Eu disse que não poderia ser um dos nossos, nenhum jato consegue fazer uma curva em ângulo". Os dois especialistas em radar não fizeram relatórios sobre o que viram, temendo algum prejuízo para suas carreiras. Ao longo dos anos, Robert Hastings já entrevistou mais de 150 testemunhas militares que observaram UFOs em laboratórios, áreas de testes, depósitos e silos de armamentos nucleares, desde os anos 40, sendo o maior especialista nesse tipo de pesquisa da Ufologia Mundial.


Jim Carey

Robert Hastings disse: "Minha opinião é que aqueles que pilotam os UFOs vem de outro lugar e realizam essas atividades sobre locais com armamentos nucleares para nos enviar uma mensagem, de que nós estamos brincando com fogo, que entrar em uma guerra nuclear é essencialmente suicídio". Outro especialista, o ex-policial britânico Gary Heseltine, consultor da Revista UFO e que mantém desde 2002 o Sistema Policial de Registro de UFOs (Prufos), além de editar a UFO Truth Magazine, disse que o depoimento coloca por terra as teorias dos negadores, e comentou: "Seu testemunho claramente comprova que os UFOs estavam interessados na base, e cada estudante, político e acadêmico deveria assistir a esse documentário".

FONTE: REVISTA UFO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…