Pular para o conteúdo principal

NASA descobre fortes evidências de água líquida em Marte



Depois de uma semana de especulações, a NASA confirmou nossas suspeitas: hoje, é bem provável que exista água líquida em Marte. Essa descoberta torna a possibilidade de encontrarmos vida no planeta vermelho ainda mais plausível.

“A água é essencial à vida como a conhecemos”, escrevem os pesquisadores por trás do estudo. “A presença de água líquida em Marte hoje tem implicações astrobiológicas, geológicas e hidrológicas que podem afetar o futuro da exploração humana.”

A pesquisa, liderada pelo geomorfólogo Lujendra Ojha, da Georgia Tech, usa novos dados coletados pela sonda Mars Reconnainssance Orbiter (MRO) que mostram evidências de córregos de água líquida pelo entorno das crateras de Marte.

Primeiro, as imagens coletadas pela câmera HiRISE mostram escoamentos em declives marcianos que podem ter sido causados por água líquida. Eles parecem ser sazonais, desaparecendo quando inativos e reaparecendo anualmente em múltiplos anos marcianos.

Isso sozinho já sugere a presença de água corrente, mas a razão decisiva vem em forma de dados espectrais coletados pelo MRO: sais hidratados dentro destes escoamentos. Isso é uma evidência poderosa de água salgada evaporada, possivelmente de um reservatório subterrâneo.



Linhas escuras (conhecidas como RSL) que descem em uma inclinação à medida que a temperatura sobe, possivelmente representando os fluxos de água salgada em Marte entre primavera e verão (NASA/JPL)

“Algo está hidratando estes sais, e parece que são estas riscas que vêm e vão durante as estações”, disse Ojha em um anúncio. “Isso significa que a água em Marte é salgada, em vez de pura. E faz sentido, porque os sais abaixam o ponto de solidificação da água. Mesmo que os córregos fiquem abaixo da terra, onde é até mais frio que a temperatura da superfície, os sais manteriam a água em forma líquida, permitindo a ela descer pelas encostas de Marte”.

Sabe-se que Marte costumava ser um lugar muito mais quente e úmido. Ele pode até mesmo ter sido coberto por um oceano global. Mas há anos, cientistas debatem se a água liquida poderia existir hoje na superfície frígida e seca de Marte. E se ela estivesse presente em Marte atualmente, isso aumentaria muito a possibilidade de vida microbial no planeta.

A NASA nos atiçou com essa novidade desde que divulgou um comunicado na semana passada dizendo que a agência espacial anunciaria uma ‘grande descoberta científica’ que solucionaria um longo mistério marciano. O anúncio da descoberta foi muito bem calculado: com a estreia do filme O Marciano essa semana, endossado pela NASA, a agência faz de tudo para animar o público com uma possível missão a Marte em 2030.

E o que é mais animador que a possibilidade de micróbios marcianos?

Primeira imagem: estrias escuras e estreitas de 100 metros de comprimento podem ter se formado em Marte por água corrente.

FONTE: NASA VIA GIZMODO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…