Pular para o conteúdo principal

Cientistas modificam embrião humano pela primeira vez e causam polêmica



Pesquisadores chineses realizaram um feito inédito: eles conseguiram manipular os genomas de embriões humanos. É algo revolucionário, mas ainda bastante impreciso – e potencialmente perigoso.

Em um estudo publicado na revista Protein & Cell, cientistas da Universidade Sun Yat-sen (China) testaram uma técnica em embriões humanos para modificar o gene que causa uma doença fatal no sangue.

Técnica
A técnica, chamada CRISPR, procura genes que podem causar problemas como doenças hereditárias. Ela substitui o gene problemático no DNA por moléculas diferentes, para neutralizar a ameaça antes do nascimento.

A CRISPR foi desenvolvida em 2005, quando pesquisadores descobriram que bactérias usam isso para combater vírus: elas detectam certas partes do DNA viral e conseguem quebrá-lo, evitando infecções. O vídeo abaixo, do MIT, explica isso em mais detalhe:



De acordo com a Nature, essa técnica vem sendo usada em embriões de animais e em células humanas adultas. No entanto, este é o primeiro estudo publicado que lida com embriões humanos.



Embriões que não viram humanos
Os pesquisadores começaram com embriões humanos “não-viáveis”, coletados de clínicas de fertilização. Esses embriões não têm como virar pessoas: são óvulos fecundados in-vitro com o DNA de dois espermatozoides.

Esse conjunto anormal de genes permite formar apenas pequenos aglomerados de células, que não conseguem se dividir para virarem um ser humano. Os pesquisadores dizem que esse tipo de embrião é “um sistema modelo ideal” para realizar testes genéticos. (Se isso é ético, aí é outra coisa.)

Resultados
Os cientistas tentaram usar a CRISPR para editar um gene chamado HBB. Ele codifica uma proteína cujas mutações podem desencadear a talassemia beta, uma doença no sangue potencialmente fatal.

Só que, dos 86 embriões usados ​​no experimento, apenas 28 tiveram seu DNA editado com sucesso, e só 7 deles perderam o gene nocivo. E os embriões modificados corretamente eram, na verdade, uma mistura de células editadas e células não-editadas – ou seja, algumas ainda mantinham o gene que deveria ser removido.

Pior: em alguns casos, a técnica errava o alvo e atingia o DNA em outras partes – o que poderia causar novas doenças, em vez de evitá-las. A equipe encontrou um número surpreendente de mutações “fora do alvo” em outras partes do genoma, que podem ter sido causadas pela CRISPR.



Polêmica
Na melhor das hipóteses, a prática não está pronta; e na pior das hipóteses, ela é absolutamente controversa. O estudo foi rejeitado pelas conhecidas revistas Nature e Science por “objeções de natureza ética”.

“Se você quiser fazer isso em embriões normais, você precisa de uma técnica próxima a 100% de acerto”, disse à Nature News o pesquisador-chefe Junjiu Huang. “É por isso que nós paramos. Nós ainda achamos que a técnica está muito imatura.”

Ele não está sozinho. No mês passado, um grupo de grandes geneticistas – incluindo Jennifer Doudna, que liderou os primeiros estudos sobre a CRISPR – pediram na revista Science que a técnica não fosse testada em embriões humanos. Eles dizem:

No momento, os potenciais problemas de segurança e eficácia decorrentes da utilização dessa tecnologia devem ser cuidadosamente estudados e compreendidos antes de sancionar qualquer tentativa de engenharia humana, se isso ocorrer, para testes clínicos.

Opositores dizem que editar um embrião é perigoso: essas mudanças genéticas são hereditárias, ou seja, elas poderiam ter um efeito imprevisível nas gerações futuras. Além disso, genes saudáveis ​​podem inadvertidamente ser mudados.

E agora?
Junjiu Huang, do estudo polêmico, agora planeja descobrir como a CRISPR pode ser usada sem gerar tantas mutações indesejadas – desta vez, usando células adultas de humanos ou de animais, não embriões humanos.

Mas este não é o fim da engenharia humana em embriões. Como lembra a National Geographic, é o que aconteceu com a clonagem: no início, os embriões clonados muitas vezes não conseguiam se desenvolver, e os animais que nasciam muitas vezes acabamos com sérios problemas de saúde. Desde então, as técnicas foram refinadas e funcionam bem melhor no mundo da pecuária e de animais de estimação.

Cientistas também podem clonar pessoas, mas não fazem isso porque não é ético. E quanto a criar humanos geneticamente modificados? Teremos que tomar uma decisão: segundo a Nature, pelo menos quatro grupos na China já estão editando o DNA de embriões humanos para publicarem estudos no futuro.

FONTE: http://gizmodo.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…