Pular para o conteúdo principal

Relato de avistamento de OVNI pela American Airlines é captado por rádio amador



Um usuário de rádio amador captou o que parece ser um relato de avistamento de OVNI, próximo da cidade de Nephi, estado de Utah – EUA, enquanto monitorava as comunicações entre aviões comerciais e a torre de controle. A conversa não foi gravada. Porém, pesquisadores foram capazes de obter uma cópia da transmissão da FAA (Administração Federal da Aviação), em resposta à Lei de Liberdade de Informação (FOIA).


Aeroporto Municipal de Nephi. (Credito: Arizona Soaring Association/http://www.asa-soaring.org/)

Pat Daniels, radialista para programas paranormais e entusiasta de rádio amador, estava monitorando as comunicação em 14 de janeiro, por volta das 00h12, quando escutou o que parecia ser exatamente o que ele procurava, um relato de avistamento de OVNI.

De acordo com o site UFOs Northwest, Daneils alega:

“O piloto reportou estar vendo um objeto brilhante extremamente grande, o qual ele estimava ter 1,6 km de largura, à sua direita. O controlador de tráfego aéreo disse que ele estava olhando na direção de Nephi, Utah. Aparentemente o controlador de tráfego aéreo disse ao piloto que o objeto não foi detectado em radar. O objeto pareceu manter passo com a aeronave.”


Daniels reportou o evento para a sucursal de Utah da MUFON (Mutual UFO Network). A diretora da MUFON para o estado de Utah na época era Erica Lukes, que diz que sua equipe, com a ajuda de William Puckett do UFOs Northwest, começou a investigação.

Primeiro, eles foram capazes de determinar que o voo era o de número 434, da American Airlines, que estava viajando de São Francisco, na Califórnia, para Filadélfia, na Pennsylvania.

Para confirmar o relato, o grupo preencheu um pedido FOIA para a FAA, e revisou os arquivos de áudio do site do Controle de Tráfego Aéreo. Lukes diz que eles ouviram horas de comunicações de rádio, mas finalmente encontraram parte do que estavam procurando. Embora eles encontraram alguma comunicação do voo, o relato sobre o OVNI estava faltando.

Felizmente, a FAA entrou em ação. Seis semana após terem submetido o pedido FOIA, a FAA os enviou o que eles estavam procurando: retornos de radar, gravações de voz e registros da torre. O arquivo de áudio incluía o que eles acreditam ter sido um trecho do avistamento de OVNI.

Esta é a transcrição do que pode ser ouvido no áudio fornecido pela FAA:

American 434: Torre, American 434.

Torre: 434, pode falar.

American 434: Você não saberia dizer o que seria este quadrado brilhante que estamos voando por cima, saberia?

Torre: Uhhhh, não. Esta é uma boa pergunta. Não tenho certeza. Ele está no seu lado direito?

American 434: Está como diretamente a frente de nosso nariz agora. Está bem abaixo de nós. Temos vigiado ele por algum tempo agora. Eu não sei o que é. Ele é perfeitamente quadrado e alaranjado brilhante. Estamos próximos de que cidade? Esta cidade bem a nossa 2 horas (palavra indistinguível).

Torre: American 434, esse é Nephi. Nephi, Utah.

American 434: Nephi, OK. Legal. Agora verei o que posso encontrar. Obrigado.

Torre: Por nada.


Como apontado pela UFOs Nortwest, o áudio somente declara que o objeto era grande e alaranjado, mas não a parte de que ele tinha 1,6 km de largura, e que estava acompanhando a aeronave, ou que ele não aparecia no radar. De fato, o áudio que foi fornecido poderia indicar algo no solo. Ainda assim, ele confirmou que Daniels realmente ouviu os pilotos reportando que era muito grande, brilhante e alaranjado, e que confundiu a tripulação.

Sob maiores análises, os investigadores acreditam que algo no áudio foi removido.

Depois, o grupo examinou os dados de radar da FAA. Puckett, da UFOs Northwest, está familiarizado com radares. Ele possui mestrado em ciência atmosférica, e trabalhou como meteorologista por alguns anos, antes de ter uma longa carreira com a Agência de Proteção ao Meio Ambiente. Ele analisou dados de radares para casos de OVNIs, anteriormente.

De acordo com o site, enquanto analisava os dados de radar para as 00h08 e 002h15, ele encontrou vários pontos de radar ao sul de Nephi, mas próximos da trajetória do voo 434.

Puckett escreve:

“A animação mostra de 1 a 3 retornos para cada revolução do radar. Há algumas rotações onde nenhum retorno é detectado. Isto é estranho. Uma pessoa pode imaginar que objeto estava se movendo erraticamente, e talvez estava rodando, expondo mais ou menos de usa área da seção transversal, resultando em nenhuma detecção, ou um número diferente de retornos: O objeto poderia ter sido grande, considerando este tipo de assinatura de radar?”


Disparos de radar em relação à trajetória de voo. Os horários neste gráfico mostram de forma errônia pm (pela tarde), do que am (pela manhã). Credito: UFOs Northwest

O caso ainda está sob investigação. Pelo menos um investigador sugeriu que as luzes poderiam ter sido uma usina de geração de energia, mas Puckett e Lukes acham que os pilotos estariam acostumados a ver a usina, assim eles acham o incidente misterioso.

Lukes também falou com moradores locais, os quais dizem que OVNIs são muitas vezes vistos na área.

O grupo está pedindo para qualquer pessoa do voo American Airlines 434 para contatá-los. O voo partiu de São Francisco às 22h08 (Horário Padrão da Costa do Pacífico), em 13 de janeiro de 2016, e chegou em Filadélfia às 05h35 (Horário Padrão da Costa Leste), em 14 de janeiro de 2016.




FONTE: openminds.tv

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…