Pular para o conteúdo principal

Cidade mais antiga das Américas possui pirâmides mais velhas do que as egípcias


Construídas aproximadamente um século antes das famosas pirâmides de Gizé, no Egito, o monumento de Caral demorou a ser encontrado, pois 'parecia' um relevo natural da região - Foto: Oscar Perfer

Considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, a cidade de Caral é datada de 2,6 mil a.C. e ganhou fama por suas pirâmides mais antigas do que as de Gizé. Devido ao abandono do governo peruano, a região corre o risco de desaparecer

Quem disse que para conhecer pirâmides milenares é necessário atravessar o oceano Atlântico? A cidade de Caral, no Peru, possui as famosas construções que são o símbolo do império dos Faraós. Com mais de 4,6 mil anos de idade, o local é considerado a primeira cidade das Américas e foi habitada por uma civilização pré-colombiana, conhecida como 'Norte Chico'. A região está localizada a 120 quilômetros de Lima, capital do Peru, e a localidade mais próxima é Puerto Supe, a 22 quilômetros de distância.

Construídas aproximadamente um século antes das famosas pirâmides de Gizé, no Egito, o monumento de Caral demorou a ser encontrado, pois 'parecia' um relevo natural da região. Contudo, após estudos mais detalhados foi descoberto que o 'monte' existente ali, na realidade, era uma pirâmide pré-colombiana. Conhecida como 'Pirâmide do Peru', a maior delas possui 20 metros de altura acima do nível do solo, mas sua base mede cerca de 154m por 138m. Erguidas em uma ou duas fases, elas foram as primeiras estruturas planejadas das Américas. A 'grande pirâmide' possui uma escadaria que leva até um átrio principal que dá acesso aos aposentos e a uma pira cerimonial. O local foi datado de 2.627 a.C. após exames realizados em sacos de fibras trançadas que na época eram utilizados para carregar as pedras de construção.

Na região onde estão os enormes monumentos milenares ainda existem residências e vestígios da civilização que viveu ali há mais de 4,6 mil anos. Nos últimos tempos foram encontrados corpos enterrados no local, entre eles uma criança de dois anos e um adulto, que foi sepultado numa parede de uma casa. Ambas as mortes foram de causa natural. Em Caral ainda foram encontrados instrumentos musicais, redes de pesca e animais talhados nas rochas da região.

Risco de desaparecer
Descoberta em 1905, a cidade só foi reconhecida como a mais antiga das Américas no ano de 2001, após testes de carbono catorze confirmarem a data dos vestígios localizados pelos historiadores. Contudo, as próximas gerações correm o risco de conhecerem Caral apenas pelos livros de história, pois a região está sendo saqueada constantemente por ladrões em busca de tesouros. O local figura na lista dos 100 sítios arqueológicos que mais correm o risco de desaparecer, segundo a World Monuments Fund (WMF).



A cidade de Caral, no Peru, possui as famosas construções que são o símbolo do império dos Faraós - Foto: Oscar Perfer



Descoberta em 1905, a cidade só foi reconhecida como a mais antiga das Américas no ano de 2001, após testes de carbono catorze confirmarem a data dos vestígios localizados pelos historiadores - Foto: Glenn Gould



Considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, a cidade de Caral é datada de 2,6 mil a.C. - Foto: Jorge



Na região onde estão os enormes monumentos milenares ainda existem residências e vestígios da civilização que viveu ali há mais de 4,6 mil anos - Foto: Edgar Marca

Conhecida como 'Pirâmide do Peru', a maior delas possui 20 metros de altura acima do nível do solo, mas sua base mede cerca de 154m por 138m - Foto: Sophie Robson

FONTE: http://ecoviagem.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…