Pular para o conteúdo principal

Lembram de Projeto U.F.O.? (Atualizado)


William Jordan e Caskey Swain

A série foi produzida entre 1978 e 1979, com um total de 26 episódios, capitalizando a mania de objetos voadores não identificados que existia nessa época. Tendo como referência casos reais, as histórias acompanhavam as atividades de dois militares investigando o testemunho de diferentes pessoas, que alegavam ter visto discos voadores. “Projeto U.F.O./Project U.F.O.” foi […]

Por Fernanda Furquim

A série foi produzida entre 1978 e 1979, com um total de 26 episódios, capitalizando a mania de objetos voadores não identificados que existia nessa época.

Tendo como referência casos reais, as histórias acompanhavam as atividades de dois militares investigando o testemunho de diferentes pessoas, que alegavam ter visto discos voadores.

“Projeto U.F.O./Project U.F.O.” foi criada por Harold Jack Bloom a partir de uma ideia de Jack Webb, ator e produtor que ficara famoso pelas séries “Dragnet”, “Emergência” e “Marcus Welby”.

Fascinado pelo tema, Webb resolveu produzir uma série sobre discos voadores quando tomou conhecimento da existência do Projeto Livro Azul, mantido pela Força Aérea entre 1952 e 1969.

O objetivo desse projeto era investigar as declarações que eram feitas sobre discos voadores em território americano. Considerado secreto enquanto esteve em atividade, o Projeto Livro Azul se tornou alvo de curiosidade e especulações quando o governo anunciou que encerraria as atividades em torno dele.

Webb teve acesso aos arquivos, abertos ao público. Na época, existiam 12.618 mil casos registrados, os quais Webb utilizou como referência para criar a série “Projeto U.F.O.”

Mas, se por um lado o Projeto Livro Azul nunca estabeleceu a presença alienígena na Terra, sua versão ficcional deixava em aberto a possibilidade de que extraterrestres estariam estudando a vida no planeta.

A série foi produzida pela Mark VII Limited em parceria com a Worldvision Enterprises, empresa que seria comprada pela CBS Corporation, tendo como produtor executivo o Major aposentado da Força Aérea Bill T. Coleman, um dos oficiais que foi responsável pelo Projeto Livro Azul.

“Projeto U.F.O.” apresentava o Major Jake Gatlin (William Jordan), um piloto da Força Aérea que, após testemunhar a aparição de um objeto voador não identificado, pede transferência para trabalhar com o Projeto Livro Azul, através do qual passa a investigar a existência ou não de vida extraterrestre na Terra.

Caskey Sawin e Edward Winter

Ao lado de seu assistente, o Sargento Harry Fitz (Caskey Swaim), um jovem que veio do sul e tem pouca experiência nessa área, os dois oficiais entrevistam testemunhas que registraram ocorrências. O objetivo da dupla não era desacreditar os depoimentos destas testemunhas, mas trazer uma justificativa ou uma explicação para aquilo que elas viram.

Cada episódio apresentava um caso diferente. Tal qual foi feito com “Dragnet”, série policial dos anos de 1950, criada por Jack Webb, a série “Projeto U.F.O.” não tomava partido. A situação era apresentada na introdução de cada episódio e posteriormente relatada aos oficiais, que depois passavam a investigar o local e os envolvidos, finalizando com uma explicação.

Geralmente eles atribuíam o fato a uma situação climática ou ao resultado de ações de terceiros, sem de fato relacioná-los a uma aparição alienígena. No entanto, em alguns casos, após eles partirem cenas mostravam que nem sempre eles estavam certos. Poucas foram as vezes em que a dupla reconheceu que não tinha uma explicação plausível para o que foi testemunhado.

Quando a série entrou para a segunda temporada, o ator William Jordan foi substituído por Edward Winter, que interpretou o Capitão Ben Ryan. Os produtores não chegaram a justificar a troca de atores. Orçada em 500 mil dólares por episódio, a série foi exibida pela rede NBC.

O Projeto Livro Azul voltaria a fazer parte do universo das séries em outras produções como, por exemplo, “Galactica 1980″, spinoff de “Galactica”, na qual os personagens chegam à Terra. O projeto também seria reutilizado em “Twin Peaks”, onde o personagem de Don S. Davis (Major Briggs) é um dos oficiais que trabalham com o projeto.

A seguir 10 episódios dos 26 da série.












Acesse os arquivos do Project Blue Book aqui.

FONTE: Revista Veja - FILMES & SÉRIES - CLASSE ESPECIAL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

A mulher que descobriu a metamorfose e se embrenhou de espartilho na Amazônia no século 17

Merian desenvolveu uma forma diferente de enxergar a natureza. Ela é considerada a primeira ecologista do mundo | Imagem: Gravura de Jacobus Houbraken em retrato de Georg Gsell

No século 17, a alemã Maria Merian se propôs a investigar o mundo dos insetos. Acabou desenvolvendo uma forma diferente de pensar e enxergar a natureza e, aos 52 anos, partiu para uma perigosa aventura na América do Sul, para detalhar os ciclos de vida de borboletas, mariposas e outros insetos.

Os feitos de Merian, numa época em que pouca gente desbravava o continente americano abaixo da linha do Equador - em especial as mulheres -, deram a ela a fama de primeira ecologista do mundo.

Ela nasceu na Alemanha em 1647, numa família de editores, escultores e comerciantes, e logo cedo aprendeu a arte da ilustração.

O interesse pelos insetos surgiu no próprio jardim da casa de Merian, ainda na infância.

Aos 13 anos, ela decidiu pintar o ciclo de vida de um bicho da seda numa época em que o comércio da seda era muito …